Busca avançada
Ano de início
Entree

Por um comparatismo interamericano: fontes para uma história social e comparada das relações literárias Brasil/Argentina

Processo: 18/23425-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Comparada
Pesquisador responsável:Sergio Miceli Pessoa de Barros
Beneficiário:Davidson de Oliveira Diniz
Supervisor no Exterior: Marcela Silvina Croce
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad de Buenos Aires (UBA), Argentina  
Vinculado à bolsa:16/26250-1 - Por um comparatismo interamericano: fontes para uma história social e comparada das relações literárias Brasil/Argentina, BP.PD
Assunto(s):Literatura brasileira   Literatura argentina   Sociologia da cultura

Resumo

Sistematizam-se neste projeto as diretrizes teóricas e metodológicas para um estudo historiográfico de base comparada dos sistemas literários argentino e brasileiro. Partimos das noções de transnacionalidade e interliterariedade, operadores conceituais que privilegiam os contatos literários, as negociações linguísticas, as relações de fronteiras, enfim, a interação cultural bilateral em espessura supranacional. Constituem o corpus do objeto de estudo desta pesquisa os sistemas literários argentino e brasileiro, em seus diálogos, conflitos e inter-relações ao longo do processo histórico característico da modernidade na América Latina. Para a consecução de nossos objetivos, procede-se ao estudo de fontes, no intuito de organizar e analisar um índice de ações e produções literárias, que mostram o gradativo processo de aproximação entre as literaturas da Argentina e do Brasil nos séculos XIX, XX e XXI. Com vistas à elaboração de uma história comparada das literaturas brasileira e argentina, o índice conterá: a) ações literárias e diálogos intelectuais de escritores e escritoras em seus deslocamentos e contatos entre ambos os países; b) projetos editoriais, i.e., livros (de ensaios e de criação artística), áudio-livro, publicações periódicas, antologias, coletâneas, números especiais de revistas, colunas de jornais, entre outros projetos de natureza impressa e digital; c) projetos acadêmicos (ensino / pesquisa), congressos e convênios interinstitucionais entre universidades e instituições de fomento à pesquisa dos dois países. Na primeira fase da pesquisa será estabelecido um corpus bibliográfico e documental que permita mapear os momentos de inflexões comparatista nas relações entre ambos os sistemas literários. Posteriormente, será delineado o percurso teórico e metodológico que justifique o procedimento historiográfico e comparatista deste trabalho. Na sequência, se procederá por meio do processamento de fontes, finalizando com uma proposta historiográfica de base comparada e interliterária. Com isso, espera-se configurar aquilo que Pascale Casanova (2002: 17) chamou de conjunto de composição, isto é, um quadro analítico em que "as obras literárias só se manifestam em sua singularidade a partir da totalidade da estrutura que permitiu seu surgimento". Palavras-chave: História Social; História Comparada da Literatura; Relações Literárias Interamericanas; Literaturas Brasileira e Argentina Linha de pesquisa: História Social dos Intelectuais na América Latina