Busca avançada
Ano de início
Entree

Governando através do risco: Seguros, segurança e mercados ilegais no ramo de automóveis

Processo: 18/22936-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 21 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 18 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Pesquisador responsável:Taniele Cristina Rui
Beneficiário:Deborah Rio Fromm Feltran
Supervisor no Exterior: Leslie Clifford Back
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Goldsmiths, University of London, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:17/24649-7 - Um Porto Seguro no Caos: marginalidades, seguros e segurança na região da Luz em São Paulo, BP.DR
Assunto(s):Riscos   Seguros   Segurança   Elite

Resumo

Este projeto apresenta uma proposta para a etapa de Bolsa de Pesquisa no Exterior (BEPE/FAPESP), sob a supervisão do Prof. Dr. Les Back (Goldsmiths, University of London). Esta proposta está comprometida com o objetivo de compreender e analisar as conexões entre as noções de risco e segurança presentes no mercado segurador mundial, sobretudo, no que diz respeito aos arranjos políticos forjados por essa elite econômica voltados tanto para o governo do risco quanto para a abertura de novos mercados. Mais especificamente, o foco está no ramo de automóveis e na atuação de atores do setor de seguros na produção de leis e na criação de mercados ilegais. Considerada o "berço do seguro" e sendo um dos maiores mercados mundiais do setor, a Inglaterra é uma importante referência para os interlocutores desta pesquisa e para a compreensão do caso brasileiro. Tendo isso em vista, o estágio de pesquisa na Univerdidade de Londres possibilitará à candidata estabelecer um olhar contrastivo com o contexto inglês no momento de construção da análise dos dados de campo coletados durante todo o primeiro semestre de 2018. Além disso, o acesso à literatura internacional e o contato com o supervisor estrangeiro e outros pesquisadores contribuirão para o desenvolvimento do doutorado em curso e para a internacionalização das redes acadêmicas da candidata e dos seus grupos de pesquisa no Brasil.