Busca avançada
Ano de início
Entree

Elucidando o potencial dos subsolos para aumentar os estoques de carbono em latossolos

Processo: 18/24376-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 08 de março de 2019
Vigência (Término): 27 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Rafael Otto
Beneficiário:Thales Meinl Schmiedt Sattolo
Supervisor no Exterior: David Leonard Jones
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Bangor University, País de Gales  
Vinculado à bolsa:17/20602-6 - Latossolos sob agrossistemas do cerrado estão atingindo um platô de saturação de carbono e nitrogênio?, BP.DR
Assunto(s):Dinâmica dos solos   Matéria orgânica do solo   Qualidade do solo   Carbono no solo   Latossolos

Resumo

Quase todos os agrossistemas estão sofrendo uma perda progressiva de matéria orgânica, levando a um declínio na qualidade do solo, à liberação de gases causadores do efeito estufa prejudiciais e à insuficiência das funções ecossistêmicos. Tentativas anteriores na promoção do estoque de carbono (C) em superfície tiveram sucesso limitado e pouca aceitação. Nossa hipótese é que os subsolos representam uma zona pouco acessada para armazenamento do C nos Latossolos, oferecendo uma oportunidade para distribuir e estabilizar maiores quantidades de C. Ao melhorar nossa compreensão dos mecanismos fundamentais que controlam a dinâmica do C em subsolo, juntamente com novas intervenções de manejo (físicas, químicas e biológicas), este estudo procura fornecer soluções práticas para promover armazenamento C e maior sustentabilidade nas duas regiões produtoras de grãos mais importantes no Brasil (Mato Grosso e Paraná). Alinhado a isso, o objetivo deste projeto é determinar a quantidade, a qualidade e a distribuição espacial do SOC em função da profundidade do solo e sua relação com o tamanho e a química da fração mineral do solo. Esta proposta é correspondente ao projeto Deep-C do Reino Unido, liderado pelo Prof. Davey Jones, seu grupo de pesquisa e uma equipe de cientistas com histórico comprovado das oito principais instituições de pesquisa de solo do Reino Unido. (AU)