Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da administração de Plasma-Lyte e de cloreto de sódio a 0,9% no equilíbrio hidroeletrolítico, ácido-base e função renal em pacientes submetidos à neurocirurgia: ensaio clínico randomizado

Processo: 18/15512-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Norma Sueli Pinheiro Módolo
Beneficiário:Vitória Mariah Giriboni
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Neurocirurgia   Anestesiologia   Função renal   Equilíbrio hidroeletrolítico   Equilíbrio ácido-base   Hemodinâmica   Ensaio clínico controlado aleatório

Resumo

Em neurocirurgia a administração de líquidos no perioperatório visa a preservação da pressão de perfusão cerebral, evitar a hiperglicemia e as alterações do equilíbrio ácido-base e hidroeletrolítico. O líquido administrado poderá interferir com o equilíbrio ácido-base, hidroeletrolítico e função renal. A administração de soro fisiológico 0,9% pode desencadear acidose metabólica hiperclorêmica, com redução da concentração de bicarbonato e aumentar o déficit de base. Entretanto, é o líquido de reposição maisutilizado em neurocirurgia. O Plasma-Lyte 148 é uma solução salina mais balanceada, que tem uma constituição semelhante ao plasma. O que limita a sua administração é o preço muito maior que o SF 0,9%. O SF 0,9% já é o líquido mais utilizado no intra-operatório de neurocirurgia, considerado o que menos influencia na formação de água livre e consequentemente menor. Objetivo: avaliar qual das duas soluções utilizadas causam menor alteração no equilíbrio ácido-base, hidroeletrolítico, função renal e estabilidade hemodinâmica e facilita a alta hospitalar. Metodologia: será realizado ensaio clínico randomizado em pacientes submetidos àneurocirurgia (clipagem de aneurisma e tumores) alocados em dois grupos de estudo, diferenciados pelo líquido utilizado para a reposição volêmica, no intraoperatório (Grupo SF 0,9% e Grupo Plasma-Lyte 148). Serão avaliados os seguintes parâmetros:- Equilíbrio ácido-Base (pH, bicarbonato, BE)- Equilíbrio hidroeletrolítico (sódio, cálcio, potássio, cloro, magnésio plasmático)- Função renal (creatinina)- Estabilidade Hemodinâmica (pressão arterial média, frequência cardíaca, PETCO2, SatHb)- Sangramento intra-operatório- Relaxamento cerebral (impressão do cirurgião).- Tempo de Extubação- Tempo de permanência na UTI- Tempo de permanência hospitalar.