Busca avançada
Ano de início
Entree

Estado nutricional de vitamina D e associação com índices antropométricos no primeiro ano de vida no Estudo MINA-Brasil

Processo: 18/21057-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Bárbara Hatzlhoffer Lourenço
Beneficiário:Thamires Guarnieri
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/00270-6 - Estudo MINA - materno-infantil no Acre: coorte de nascimentos da Amazônia Ocidental Brasileira, AP.TEM
Assunto(s):Epidemiologia nutricional   Estado nutricional   Sistema musculoesquelético   Ganho de peso   Crescimento   Desenvolvimento infantil   Vitamina D   Antropometria   Crianças   Cruzeiro do Sul (AC)

Resumo

Vitamina D é um micronutriente lipossolúvel essencial obtido principalmente a partir da exposição a raios ultravioletas B, mas também da alimentação. Sua deficiência na primeira infância pode ser relacionada às características como exposição solar inadequada e excesso de peso, com evidências de associação com menores níveis séricos da vitamina. Dado seu papel nos processos de crescimento e desenvolvimento, incluindo a regulação do sistema musculoesquelético e do metabolismo de nutrientes essenciais para a mineralização óssea, concentrações séricas inadequadas de vitamina D entre crianças podem ter importantes repercussões, com relação com indicadores mais desfavoráveis de crescimento linear e de ganho de peso. No entanto, existem poucas investigações, especialmente nacionais, que abordem essa questão nos primeiros anos de vida. Assim, o presente estudo tem como objetivo analisar a associação entre o estado nutricional de vitamina D e índices antropométricos de peso e comprimento entre crianças aos 12 meses de idade residentes no município de Cruzeiro do Sul, Acre, Brasil, incorporando-se ao "Estudo MINA - Materno-Infantil no Acre: coorte de nascimentos da Amazônia Ocidental Brasileira". As concentrações e a condição de deficiência de vitamina D entre as crianças no primeiro ano de vida, bem como as informações de peso e comprimento segundo curvas de crescimento da Organização Mundial da Saúde, serão caracterizadas em análise transversal em conjunto a dados de uso de suplementos, regularidade de banho de sol e práticas alimentares. Espera-se contribuir para expandir e qualificar o conhecimento de nutrição em saúde pública em uma janela de oportunidades crítica para a promoção do crescimento e do estado nutricional adequado de vitamina D.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.