Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlação entre a amplitude de movimento da articulação tibiotársica de indivíduos diabéticos e a circulação sanguínea

Processo: 18/18194-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Elaine Caldeira de Oliveira Guirro
Beneficiário:Catarina Clapis Zordão
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fisioterapia   Diabetes mellitus   Amplitude de movimento articular   Articulação do tornozelo   Neuropatias diabéticas   Circulação sanguínea   Ultrassom   Termografia   Análise de dados

Resumo

Contextualização: O Diabetes Mellitus (DM) é uma doença de grande incidência, e um dos principais problemas de saúde no mundo, tendo como complicações o déficit no desempenho funcional dos membros inferiores, além de ser um forte preditor delimitações funcionais. Os indivíduos acometidos pelo diabetes apresentam predisposição a redução da mobilidade da articulação tíbiotársica e comprometimentos da circulação sanguínea. Objetivo: Avaliar a relação entre a amplitude de movimento e a circulação sanguínea do membro inferior na articulação tíbiotársica em indivíduos com neuropatia diabética. Método: Serão avaliados 25 voluntários com faixa etária entre 35 a 65 anos, portadores de DM tipo 2 e limitação da amplitude da articulação tíbio-társica, de ambos os sexos, divididos em um único grupo que serão submetidas as avaliações. A análise do fluxo sanguíneo arterial, bem como o índice tornozelo braço, serão avaliados por meio do Ultrassom Doppler, a circulação superficial por meio de termografia, e a amplitude de movimento articular por goniometria digital. Análise Estatística: Para análise dos dados, será utilizado teste de normalidade para se verificar a distribuição dos dados e teste estatístico condizente para as devidas comparações intragrupo, e será adotado um nível de significância de 5%. Resultados Esperados: Os dados obtidos no estudo visam demonstrar a relação entre a amplitude de movimento articular e a circulação sanguínea.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)