Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do perfil metabólico no envelhecimento ativo e sedentário: abordagem metabolômica

Processo: 18/25082-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Aparecida Maria Catai
Beneficiário:Étore de Favari Signini
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/22215-7 - Impacto do treinamento muscular inspiratório e do envelhecimento no mapeamento metabólico e modulação autonômica em repouso e nas respostas cardiovasculares, respiratórias e metabólicas ao exercício físico em homens saudáveis, AP.TEM
Assunto(s):Frequência cardíaca   Perfil metabólico   Envelhecimento   Metabolômica   Pressão sanguínea   Variabilidade da frequência cardíaca   Exercício físico   Homens   Ressonância magnética nuclear   Espectrometria de massas

Resumo

O envelhecimento é caracterizado como um complexo processo, onde ocorrem profundas transformações em todos os níveis orgânicos (de células e organelas a órgãos e sistemas). Sabe-se, entretanto, que a prática de atividade física tem um impacto positivo sobre este processo e que, os mecanismos pelos quais o exercício físico apresenta influência no mesmo, ainda não são totalmente esclarecidos. A metabolômica apresenta-se como uma ferramenta importante para verificar as modificações decorrentes do envelhecimento, assim como da atividade física, uma vez que por meio dela é possível identificar variações metabólicas decorrentes do estilo de vida, bem como de processos fisiológicos, como o envelhecimento. Objetivo: Caracterizar e comparar os padrões metabolômicos do processo de envelhecimento ativo e sedentário, a cada década, em homens saudáveis de 20 a 70 anos, correlacionando com as alterações já verificadas na Variabilidade da Frequência Cardíaca (VFC) e na Variabilidade da Pressão Arterial (VPA) neste processo. Materiais e métodos: Serão estudados indivíduos aparentemente saudáveis do sexo masculino, divididos em 5 grupos com 22 indivíduos [sendo 11 ativos (treinados em ciclismo) e 11 sedentários)] em cada grupo, de acordo com a faixa etária: 21-30 anos, 31-40 anos, 41-50 anos, 51-60 anos, 61-70 anos, totalizando 110 indivíduos. Estes serão submetidos a 2 dias de avaliações: no primeiro será feito a coleta de sangue e da variabilidade da frequência cardíaca e da pressão arterial (VFC e VPA, respectivamente); e no segundo dia será realizado o teste cardiopulmonar (TECP). As amostras de sangue serão centrifugadas para retirada do soro e armazenadas a -80°C. Posteriormente, serão realizadas as análises dos metabólitos utilizando técnicas de ressonância magnética nuclear e espectrometria de massas. Por meio da análise quimiométrica será realizada a identificação/quantificação dos metabólitos de interesse. A análise da VFC e VPA será realizada por meio da análise simbólica univariada. Será feita uma análise descritiva dos grupos estudados, a normalidade dos dados será avaliada pelo Teste de Shapiro-Wilk e a homogeneidade pelo Teste de Levene. Testes paramétricos e não paramétricos, respeitando a distribuição dos dados, serão utilizados para a comparação entre os grupos sedentário e ativo nas variáveis do TECP e índices da VFC e VPA. O nível de significância será fixado em p<0,05. Resultados esperados: Espera-se que os achados deste estudo permitam um maior esclarecimento sobre as alterações orgânicas vistas no processo de envelhecimento, assim como o efeito da atividade física neste processo, em decorrência da determinação das vias metabólicas relacionadas. Aplicabilidade clínica: Este conhecimento pode ajudar no entendimento de condições clínicas, bem como traçar estratégias para a obtenção de um envelhecimento saudável, com menor influência dos efeitos deletérios decorrentes de um estilo de vida sedentário. (AU)