Busca avançada
Ano de início
Entree

Taxonomia e bionomia de Corydalus Latreille, 1802 (Megaloptera, Corydalidae) no estado de São Paulo

Processo: 18/07312-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Lívia Maria Fusari
Beneficiário:Homero Garcia Motta
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia animal   Biodiversidade   Zoologia (classificação)   Espécies animais   Insetos aquáticos   Larva   São Paulo

Resumo

Megaloptera é uma Ordem de insetos holometábolos a qual, atualmente, engloba duas famílias - Corydalidae e Sialidae - 30 gêneros e 348 espécies distribuídas, amplamente, nas regiões Neotropical e Neártica. Ao contrário dos demais estágios, a larva de Megaloptera é aquática e encontra-se em riachos e lagoas limpas onde preda vorazmente outras larvas de insetos, moluscos, crustáceos e anelídeos. Os imagos, por sua vez, emergem após um período de pupação de aproximadamente 14 dias e exibem, em média, a metade do tempo de vida da pupa - tempo este que utiliza, prioritariamente, na busca de um parceiro para o acasalamento. Apesar dos esforços de Contreras-Ramos, em 1998, em sua revisão da literatura, descrição de novas espécies e elaboração de chaves de identificação para exemplares desta Ordem, pouco se sabe sobre a atuação da comunidade de megalópteros nos processos ecossistêmicos, tampouco as condições ambientais em que está se desenvolve. Ademais, há uma grande lacuna no estudo morfológico e comportamental dos imaturos e as descrições de muitas espécies encontram-se desatualizadas e incompletas. Logo, faz-se necessária uma análise mais aprofundada da taxonomia e bionomia do grupo, tarefa está incumbida pelo presente projeto, o qual delimita o gênero Corydalus Latreille, 1802, como objeto de estudo. Deste modo, serão acrescentadas informações a respeito da distribuição e diversidade do grupo em questão, pavimentando novos caminhos para a promoção de trabalhos ecológicos futuros.