Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da alteração dimensional de restaurações temporárias utilizadas durante tratamento endodôntico

Processo: 17/22796-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Juliana Fraga Soares Bombonatti
Beneficiário:Ana Laura Lima Alonso
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Endodontia   Dentística restauradora   Tratamento do canal radicular   Restauração dentária   Materiais restauradores do canal radicular   Cimentos de ionômeros de vidro

Resumo

O cimento de ionômero de vidro apresenta propriedades importantes para utilização como material selador provisório pós tratamento endodôntico, entretanto raras são as evidências que consolidem essa indicação. O objetivo deste trabalho será avaliar a alteração dimensional de restaurações temporárias utilizadas durante tratamento endodôntico, utilizando-se um cimento de ionômero de vidro convencional (Ion Z - FGM), comparativamente a dois materiais restauradores temporários (Obturador Provisório Normal Villevie e Cimpat - Septodont). Serão utilizadas 45 coroas de molares confeccionadas em resina acrílica com preparos para acesso coronário realizado. As cavidades serão restauradas com os diferentes materiais, constituindo-se 3 grupos experimentais com n=15: 1) Obturador Provisório Normal Villevie; 2) Cimpat - Septodont e 3) Cimento de ionômero de vidro Ion Z - FGM. Será realizado o teste de alteração dimensional volumétrica utilizando-se um micro tomógrafo modelo Skyscan 1174 Bruker (Kontich, Bélgica) para o escaneamento imediato após inserção dos materiais, após imersão em água deionizada por um período de 7 dias e 30 dias e após ciclagem térmica. Posteriormente os escaneamentos serão reconstruídos utilizando o software NRecon Bruker (Kontich, Bélgica) e analisados utilizando o software CTan Bruker (Kontich, Bélgica).