Busca avançada
Ano de início
Entree

Suporte morfológico de Ornithoscelida Huxley, 1870

Processo: 18/19178-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Paleozoologia
Pesquisador responsável:Max Cardoso Langer
Beneficiário:João Pedro Silva Kirmse
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/03825-3 - A origem e irradiação dos dinossauros no Gondwana (Neotriássico - Eojurássico), AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):19/02167-6 - Suporte morfológico de Ornithoscelida Huxley, 1870, BE.EP.MS
Assunto(s):Morfologia animal   Anatomia animal   Sistemática   Dinossauros

Resumo

A irradiação dos primeiros dinossauros é motivo de controvérsia há anos, com novas descobertas constantemente mudando o panorama da área. Estudos recentes reacenderam o debate acerca dos traços anatômicos que caracterizam cada um dos principais grupos de dinossauros e do padrão de relacionamento entre os mesmos. O objetivo deste projeto é revisar as características supostamente diagnósticas dos Ornithoscelida Huxley, 1970, grupo recentemente redefinido para congregar dinossauros ornitísquios e terópodos. Para além da redefinição das mesmas, propõe-se recodificar as 21 sinapomorfias propostas para o clado, com vistas a melhor entender sua distribuição. Os dados anatômicos serão extraídos de fontes bibliográficas, de fotos detalhadas dos espécimes e (a partir de visitas as coleções) da observação direta do maior número possível de espécimes. Com isso, espera-se criar um robusto bando de dados acerca da morfologia desses organismos, a partir do qual análises filogenéticas serão realizadas no intuito de compreender os efeitos das novas codificações, e possivelmente diminuir as incertezas nos estudos evolutivos desse grupo de organismos. (AU)