Busca avançada
Ano de início
Entree

Consensos e controvérsias na consolidação do conceito de scientific literacy no Brasil

Processo: 18/19547-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Rodrigo Bastos Cunha
Beneficiário:Rodrigo Bastos Cunha
Anfitrião: Rudiger Christian Laugksch
Instituição-sede: Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade (NUDECRI). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Cape Town (UCT), África do Sul  
Assunto(s):Ensino de ciências   Conhecimento científico   Divulgação científica   Letramento   Brasil

Resumo

O campo da educação científica nos Estados Unidos já havia passado por décadas de discussão e interpretações acerca da noção de scientific literacy quando o termo letramento começou a ser usado no meio acadêmico brasileiro. O conceito de scientific literacy começa a aparecer nas publicações brasileiras a partir da década de 1990 e o número de trabalhos sobre esse tema dá um salto significativo nas décadas seguintes. No Brasil, a maioria das pesquisas adota o termo "alfabetização científica", mas tem sido crescente o número de trabalhos sobre "letramento científico". Enquanto uma pequena parcela das pesquisas sobre alfabetização científica se apoia em bibliografia dos estudos da linguagem, a maioria dos pesquisadores que tratam de letramento científico no Brasil mostra familiaridade com a discussão, iniciada nos anos 1980 nos estudos da linguagem, que levou à consolidação do conceito de letramento no país. Esta pesquisa se propõe a analisar os trabalhos mais relevantes que tratam da noção de scientific literacy no Brasil, dentre aqueles publicados nas duas primeiras décadas deste século, para tentar encontrar os consensos e as controvérsias nas interpretações desse conceito, que posicionamento político e ideológico está ligado a essas interpretações e qual impacto elas têm no modelo de ensino de ciências que está sendo proposto ou no modelo de divulgação científica para um público mais amplo, independentemente da faixa etária e do nível de escolaridade. Após essa análise, pretende-se comparar o processo de consolidação do conceito de scientific literacy e seu respectivo impacto no ensino de ciências e na divulgação científica em países em desenvolvimento, como África do Sul e Índia, e em países desenvolvidos, como Inglaterra, Estados Unidos e Canadá. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.