Busca avançada
Ano de início
Entree

O futuro que nunca veio: uma análise das representações de futuro contidas nos filmes de ficção cientifica soviéticos durante a Guerra Fria (1959-1985)

Processo: 18/01866-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História
Pesquisador responsável:Francisco Cabral Alambert Junior
Beneficiário:Abner Henrique Camacho Desterro
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):História do cinema   Produção cinematográfica   Filmes   Ficção científica   Guerra Fria   Análise de filmes

Resumo

O cinema de ficção científica encontra um divisor de águas no início da década de 1950. As produções que exploram as novas tecnologias e falam de possíveis configurações das sociedades vigentes ganham aspectos particulares no mundo inteiro. Seja aludindo às viagens espaciais ou retratando a vida na Terra nas próximas gerações, o sci-fi durante a instabilidade emocional da Guerra Fria marca e encanta a mentalidade popular e transforma este gênero cinematográfico. Muito se escreveu sobre os cinemas de ficção científica norte-americano e europeu, no entanto pouco se falou sobre o outro grande bloco no segundo pós-guerra: a União Soviética. Esta pesquisa busca compreender as formas de representar o futuro presentes nos filmes de ficção científica soviéticos durante as conflituosas décadas da Guerra Fria; e explicar como tais formas revelam aspectos político-ideológicos da sociedade soviética do período.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.