Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da expressão de EGFL7 em glioblastomas e sua correlação com dados clinicopatológicos

Processo: 18/20737-1
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Lucas Tadeu Bidinotto
Beneficiário:Bruno Henrique Bressan da Costa
Instituição Sede: Hospital do Câncer de Barretos. Fundação Pio XII (FP). Barretos , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia   Glioma   Glioblastoma   Análise in silico   Imuno-histoquímica   Expressão gênica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:análise in silico | Egfl7 | glioblastoma | glioma | imunohistoquimica | Western blot | Oncologia

Resumo

Gliomas são os tumores cerebrais mais frequentes e malignos dentre os tumores do sistema nervoso central. Dentre os tipos de gliomas, os glioblastomas (GBMs) são incuráveis, com uma média de sobrevida de aproximadamente 13 meses, e menos de 2% dos pacientes atingem 5 anos após o tratamento. O baixo sucesso no tratamento desses tumores se dá em parte ao baixo entendimento de suas bases moleculares. Em 2016 nosso grupo de pesquisa encontrou perda cromossômica em regiões do braço curto do cromossomo em uma porcentagem alta destes pacientes e, recentemente, encontramos alta expressão de EGFL7 relacionada com pior sobrevida em pacientes diagnosticados com astrocitoma pilocítico. Sendo assim, o presente projeto visa avaliar a expressão de EGFL7 em glioblastomas correlacionar com dados clinicopatológicos. Inicialmente serão realizadas análises in silico com os dados de GBM do The Cancer Genome Atlas (TCGA) utilizando pacotes específicos no software R. Será correlacionado o padrão de metilação, números de cópias e expressão de EGFL7 em uma análise integrada. Em seguida, a expressão deste gene será correlacionada com o subtipo tumoral (clássico, mesenquimal, proneural, neural e G-CIMP+) e sobrevida. Adicionalmente, a expressão deste gene será correlacionada com a expressão dos outros genes avaliados no microarray de expressão do TCGA, no objetivo de encontrar genes coexpressos. Por fim, a expressão proteica de EGFL7 será avaliada através de imunohistoquímica em um tissue microarray de glioblastoma, com 60 pacientes, em duplicata. O padrão de expressão será correlacionado com os dados clinicopatológicos dos pacientes. Por fim, o perfil de expressão de EGFL7 será avaliado em 5 linhagens celulares comerciais de glioblastoma através de western blot

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA COSTA, BRUNO HENRIQUE BRESSAN; BECKER, ALINE PAIXAO; NEDER, LUCIANO; GONCALVES, PAOLA GYULIANE; DE OLIVEIRA, CRISTIANE; POLVERINI, ALLAN DIAS; CLARA, CARLOS AFONSO; TEIXEIRA, GUSTAVO RAMOS; REIS, RUI MANUEL; BIDINOTTO, LUCAS TADEU. EGFL7 expression profile in IDH-wildtype glioblastomas is associated with poor patient outcome. JOURNAL OF PATHOLOGY AND TRANSLATIONAL MEDICINE, v. N/A, p. 10-pg., . (18/20737-1, 17/09749-5, 16/21727-4)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.