Busca avançada
Ano de início
Entree

Incremento da vigilância e monitoramento entomológico por meio da associação de atrativos químicos voltados as famílias Diptera: Culicidae e Psychodidae, vetores de doenças

Processo: 18/23161-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Vera Lucia Fonseca de Camargo Neves
Beneficiário:Byara Freitas Guedes Oliveira
Instituição-sede: Superintendência de Controle de Endemias (SUCEN). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/50345-5 - Plano de desenvolvimento institucional em pesquisa e tecnologia para a vigilância e controle de vetores da Superintendência de Controle de Endemias - SUCEN (PDIp), AP.PDIP
Assunto(s):Entomologia   Entomologia médica   Vigilância entomológica   Atrativos químicos   Vetores de doenças   Insetos vetores   Psychodidae   Culicidae

Resumo

Nas últimas décadas verificou-se o agravamento da situação epidemiológica das doenças transmitidas por vetores, bem como, a introdução de novos agravos, como consequência da alteração do meio ambiente devido às atividades antroponóticas, que propiciou a adaptação e a dispersão de espécies originalmente selváticas para as áreas urbanas. Desse modo, métodos de vigilância entomológica devem incorporar novas tecnologias para a vigilância, a fim de permitir a obtenção de indicadores de risco e melhorar o controle de espécies vetoras em tempo oportuno. A utilização de atrativos químicos é um dos pré-requisitos para melhoria de armadilhas para insetos, buscando aumentar a sensibilidade desses equipamentos. Para tanto, serão criados as espécies alvos, em laboratório, e testados vários atrativos químicos existentes no mercado, bem como, sua associação, tais como: dióxido de carbono (CO2), 1-octen-3-ol (octenol), ácido láctico (Lurex®), fenóis e butanona, ácido acético entre outros. Os testes serão realizados em situação controlada por meio de olfatômetros e posteriormente acoplados em armadilhas elétricas expostas em salas de soltura. A análise dos resultados será dada pela comparação da frequência de exemplares atraídos devido a exposição de determinado atrativo ou associações entre eles e, ainda, pela densidade em armadilha otimizada com a adição do atrativo selecionado em situação controlada.