Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do tratamento comunitário com populações em situação de alta vulnerabilidade social

Processo: 18/21497-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Pesquisador responsável:Ana Regina Noto
Beneficiário:Ivanilson Dinis Geraldo Monteiro
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/19472-5 - Intervenções inovadoras frente a problemas relacionados ao consumo do álcool no Brasil: busca de novas abordagens para uma antiga questão de saúde pública, AP.TEM
Assunto(s):Vulnerabilidade   Transtornos relacionados ao uso de substâncias   Consumo de bebidas alcoólicas   Alcoolismo   Comunidades   Integração social

Resumo

Tratamento Comunitário (TC) é uma abordagem que visa a integração social, com base na participação ativa de pessoas, redes e comunidades. Seu foco é o processo de exclusão social, dentro do qual o abuso de substâncias é um indicador. Apesar dos resultados promissores do TC, observados em alguns serviços pioneiros que atendem pessoas em vulnerabilidade social, no Brasil e em outros países da América Latina, faltam estudos cientificamente pautados no sentido de avaliar seus resultados e compreender com mais detalhes a viabilidade e os processos que envolvem o TC. Objetivos: Acompanhar o processo e indicadores de viabilidade da implementação do Tratamento Comunitário - São Paulo, voltado para pessoas que referem problemas relacionados ao consumo de álcool, em situação de alta vulnerabilidade social, tendo como foco na construção das redes operativas e subjetivas das equipes que trabalham com esta população. Métodos e plano de trabalho: O TC será implantado, nos territórios estudados, por cinco equipes de profissionais com aproximadamente oito pessoas em cada, totalizando 40 pessoas que serão capacitadas nos pressupostos do TC, para desenvolver o trabalho. O processo de implementação será acompanhado sob supervisão de profissionais experientes na técnica. A avaliação de processo será realizada por observação participante e por técnicas de pesquisa-ação, incluindo registro de informações (identificação de casos, abordagem, resistências, encaminhamentos, interação com serviços, entre outros aspectos que se apresentarem pertinentes). Os registros serão realizados em diários de campo. O foco de observação será centrado nos problemas identificados e nas estratégias de resolução dos mesmos. Também registrará o processo de mapeamento das redes operativas e subjetivas e suas caracterizações (formas de articulação, intensidade e funcionalidade).