Busca avançada
Ano de início
Entree

Interações Físico-Planctônicas dos Vórtices da Corrente do Brasil ao largo do Sudeste Brasileiro

Processo: 18/23459-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 06 de março de 2019
Vigência (Término): 05 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Física
Pesquisador responsável:Ilson Carlos Almeida da SIlveira
Beneficiário:Ilson Carlos Almeida da SIlveira
Anfitrião: Amit Tandon
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Massachusetts, Dartmouth (UMass Dartmouth), Estados Unidos  
Assunto(s):Camada de mistura   Corrente do Brasil

Resumo

A Corrente do Brasil (CB) flui pela margem continental sudeste do Brasil. Entre 20°S e 23°S, a linha de costa muda de orientação. Isso torna a CB instável, o que leva à formação de grandes meandros ciclônicos, particularmente ao largo de Cabo Frio. Essa região é caracterizada por ressurgências costeiras durante a maior parte do ano. A interação do vento favorável à ressurgência com os meandros ciclônicos da CB torna essa área muito produtiva biologicamente. Inexistem estudos de desenvolvimento planctônico associado a essas feições vorticais de mesoescala. Portanto, este trabalho pretende examinar a variação da dinâmica Nutrientes-Fitoplâncton-Zooplâncton (NFZ) acoplados a um elenco de modelos semi-analíticos de um meandro ciclônico idealizado em destacamento do eixo da corrente. Utilizamos para tal o arcabouço quase-geostrófico em modelos com estrutura de vorticidade potencial discreta (Método da Dinâmica de Contornos) e contínua (Método de diferenças finitas), configurado como um jato de contorno oeste fluindo para sul-sudeste ao largo de uma barreira rígida. Várias configurações de modelos biológicos NFZ serão testadas seguindo as formulações apresentadas por Franks (2002).