Busca avançada
Ano de início
Entree

Programa Personalizado de Atividades (TAP-BR): proposição de uma versão ambulatorial e avaliação dos seus impactos

Processo: 18/13631-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Marcia Maria Pires Camargo Novelli
Beneficiário:Isabela da Costa Francisco
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Assunto(s):Terapia ocupacional   Demência   Cuidadores   Idosos   Assistência ambulatorial

Resumo

Introdução: O Programa Personalizado de Atividades (TAP-BR) é uma intervenção não farmacológica específica da área da terapia ocupacional, que traz resultados promissores na redução dos sintomas da demência nos idosos. O TAP-BR se desenvolve a partir de oito sessões domiciliares por um período de 3 a 4 meses. Não há disponível uma proposição de aplicação ambulatorial do método o que justifica a realização deste estudo. Objetivo: propor uma versão ambulatorial e avaliar a aplicabilidade do programa nessa condição e os efeitos sobre os idosos com demência e seus cuidadores familiares. Materiais e Métodos: O TAP-BR será adaptado para uma versão ambulatorial e aplicado em um estudo piloto (n=5 pares de idosos e seus cuidadores) para avaliar sua aplicabilidade e seus efeitos sobre os idosos com demência e seus cuidadores. O estudo será desenvolvido no Serviço de Atendimento em Demência (SADe) do campus Baixada Santista da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Serão realizadas análises descritivas e comparativas no pré e pós intervenção e do tamanho do efeito da intervenção.