Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel do ATP extracelular e do receptor P2X7 na modulação de Linfócitos T CD4+ durante a inflamação pulmonar

Processo: 18/18664-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Maria Regina D'Império Lima
Beneficiário:Bruna de Gois Macêdo
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Pneumonia   Doenças respiratórias   Trifosfato de adenosina   Linfócitos T CD4-positivos   Receptores purinérgicos P2X7   Modelos animais

Resumo

Compreender como o dano tecidual afeta o desenvolvimento de processos inflamatórios pulmonares pode contribuir para o desenvolvimento de novas terapias para diversas doenças respiratórias humanas. Entre as diferentes células do sistema imune, os linfócitos T CD4+ desempenham um papel central no direcionamento e manutenção de patologias pulmonares. Essas células participam de formas diversas nos processos inflamatórios, uma vez que possuem a capacidade de polarização em subpopulações distintas, como Th1, Th2, Th17 e Treg, que atuam de maneira particular através da produção de citocinas e moléculas. Até o momento, pouco se conhece sobre a influência de moléculas que sinalizam o dano ou estresse celular na polarização dos linfócitos T CD4+. Entre os sinais de dano, o ATP extracelular parece desempenhar papéis fundamentais no estabelecimento da inflamação. Essa molécula atua em receptores específicos como o P2X7, promovendo ativação, diferenciação e recrutamento celular. Dessa forma, neste projeto, objetiva-se avaliar os efeitos do ATP extracelular e do receptor P2X7 na inflamação pulmonar induzida pela resposta de linfócitos T CD4+ a um antígeno proteico (ovalbumina), buscando-se compreender a participação de sinais de dano na indução e manutenção das doenças respiratórias. Para tal, será realizada análise do perfil de ativação de linfócitos T CD4+ de camundongos OT-II, deficientes ou não no receptor P2X7, após a imunização e desafiados com OVA associada ao ATP. Este estudo deverá auxiliar a compreender como o dano tecidual afeta a resposta dos linfócitos T CD4+ na inflamação pulmonar. (AU)