Busca avançada
Ano de início
Entree

Novos agentes antipsicóticos? Investigação de relação sinérgica entre clozapina, doxiciclina e/ou canabidiol

Processo: 18/20407-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Elaine Aparecida Del Bel Belluz Guimarães
Beneficiário:Anna Beatriz Saito van Oosten
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/25029-4 - Estudo da contribuição do processo inflamatório na discinesia induzida por L-DOPA na Doença de Parkinson, AP.TEM
Assunto(s):Esquizofrenia   Sinergismo de drogas   Antipsicóticos   Doxiciclina   Clozapina   Canabidiol

Resumo

A esquizofrenia é um distúrbio mental crônico com uma diversidade de sintomas, classificados como positivos, negativos ou cognitivos. Os antipsicóticos consistem na principal forma de tratamento que, entretanto, não é efetiva para todos os pacientes. Além disso, os antipsicóticos apresentam uma ampla gama de efeitos colaterais, o que diminui a adesão do paciente ao tratamento. Assim, a busca por novas estratégias farmacológicas para o tratamento dos sintomas da esquizofrenia é objeto de ampla investigação. Os estudos pré-clínicos representam uma oportunidade de ampliar o conhecimento acerca do perfil farmacológico de novas drogas. Recentemente, a reconceituação de um fármaco já utilizado clinicamente, para outras indicações é considerada como interessante estratégia. O objetivo desse trabalho é investigar as interações sinérgicas potenciais entre o antipsicótico de uso clínico clozapina e compostos experimentais com potencial ação antipsicótica (I) que modulam o sistema endocanabinóide (canabidiol) e (II) a neuroinflamação (doxiciclina). A relação sinérgica entre reduzidas doses dessas drogas apresenta potencial para aumento da eficácia terapêutica com diminuição de possíveis efeitos colaterais. Serão utilizados modelos animais preditivos para a ação de antipsicóticos [prejuízo no teste de PPI (prepulse inhibition), no reconhecimento de objetos e hiperlocomoção induzidos por anfetamina ou MK801) com análises moleculares complementares (imunohistoquímica e zimografia).