Busca avançada
Ano de início
Entree

Cultivo de abóbora e beterraba sobre palhada

Processo: 18/16551-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Pâmela Gomes Nakada Freitas
Beneficiário:Gabriel Ferraresi Hidalgo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Dracena. Dracena , SP, Brasil
Assunto(s):Plantio direto   Beterraba   Abóbora   Palhas   Carbono no solo   Qualidade do solo

Resumo

O teor de carbono total é um importante indicador de sustentabilidade e de qualidade do solo e, quanto maior a intensidade de revolvimento, maior é a perda de carbono na forma de CO2. A aração, provoca perda acentuada de gases e aquecimento da superfície pela exposição à radiação solar, contribuindo para o aumento do efeito estufa. Com intuito de amenizar estes efeitos, é que se propõe com este projeto implantar coberturas vegetais na produção de abóbora 'Menina Brasileira' e beterraba 'Early Wonder' em sistema de plantio direto, e verificar seus benefícios nos atributos químicos, físicos e macrofauna do solo, bem como a produtividade das culturas. O experimento será em delineamento de blocos casualizados, com parcela subdividida e quatro repetições. Na primeira etapa, os tratamentos consistirão de três coberturas vegetais na parcela (Crotalária juncea, milheto, 70% de C. juncea + 30% de milheto), e dois sistemas de cultivo na subparcela (plantio direto; plantio convencional: aração e gradagem). Após a roçagem, será plantado abóbora 'Menina Brasileira' no espaçamento de 2,0 x de2,0 m. Na segunda etapa, após a colheita das abóboras, serão plantados nas mesmas parcelas: tremoço, aveia branca, e a mistura de 70% de tremoço + 30% de aveia branca, e nas mesmas subparcelas, os mesmos preparos de solo já citados, e também após a roçagem, ocorrerá o plantio de beterraba 'Early Wonder' no espaçamento de 0,30 x 0,15 m. As coberturas vegetais serão conduzidas até o início do florescimento, e posteriormente cortadas com roçadeira manual. As características de solo a serem avaliadas serão: atributos químicos: pH, H+Al, Al, P, K, Ca, Mg, MO, CTC, SB, V%; atributos físicos: granulometria (areia, silte, argila), umidade gravimétrica do solo, porosidade total (microporosidade e macroporosidade), densidade do solo, resistência do solo, taxa de infiltração de água, agregados; macrofauna do solo e determinação de matéria seca das coberturas vegetais. As características de produção a serem avaliadas serão: da abóbora: comprimento, diâmetro do bojo, massa e número de frutos por planta, e produtividade; da beterraba: comprimento, diâmetro e massa da raiz, massa seca das folhas, e produtividade. Os dados serão submetidos a análise de variância, e quando houver diferença significativa, será aplicado teste de Tukey para as coberturas vegetais, e teste t para os sistemas de plantio, todos ao nível de 5% de probabilidade.