Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil epidemiológico do acesso à atenção hospitalar e mortalidade por câncer de próstata nas regiões brasileiras entre os anos de 2000 a 2015: um estudo ecológico

Processo: 18/17719-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Fernando Luiz Affonso Fonseca
Beneficiário:Stefanie de Sousa Antunes Alcantara
Instituição-sede: Centro Universitário Saúde ABC. Fundação do ABC. Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia   Neoplasias da próstata   Acesso aos serviços de saúde   Perfil de saúde   Coleta de dados   Registros de mortalidade   Modelos de regressão   Estudos ecológicos

Resumo

O risco estimado do câncer de próstata no ano de 2005 era de 51 casos novos a cada 100.000 homens, e entre os anos de 2018 e 2019 a estimativa será de 61 mil casos novos, sendo o tipo de câncer mais prevalente entre os homens, mesmo o Brasil sendo detentor da menor taxa de mortalidade por CaP entre os países da América Latina. Objetivo: Analisar o perfil epidemiológico do acesso à saúde e mortalidade por câncer de próstata entre as regiões brasileiras durante o período de 2000 a 2015. Métodos: Trata-se de um estudo Ecológico de base populacional, produzido por coleta de dados secundários das regiões brasileiras entre os anos de 2000 a 2015. Os dados sobre mortalidade, internação e população serão coletados a partir do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), onde contará com o Sistema de Informação sobre Mortalidade - SIM, Sistema de Informação Hospitalar - SIH e com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. As variáveis do estudo serão relacionadas com o perfil epidemiológico do câncer de próstata entre as regiões brasileiras, estratificadas pelo número de admissões hospitalares; número de óbitos; taxa de admissões; taxa de mortalidade e faixa etária (40 a 79 anos). Será realizada uma análise de tendência temporal para avaliar a tendência do acesso à saúde e da mortalidade por câncer de próstata utilizando modelos de regressão. E por fim, será estimado a tendência com as taxas nacionais padronizadas para cada localização e grupo etário, com nível de confiança de 95%, utilizando o programa estatístico Data Analysis and Statistical Software for Professionals (Stata) versão 11.0®.