Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da variabilidade ontogenética e sazonal do veneno da serpente Bothrops jararacussu (serpentes: Viperidae; Lacerda 1884)

Processo: 18/20651-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Anita Mitico Tanaka-Azevedo
Beneficiário:Weslei da Silva Aguiar
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Serpentes   Venenos de serpentes   Bothrops jararaca   Proteômica   Ontogenia   Biotecnologia

Resumo

Os venenos de serpentes são misturas proteicas complexas com diversas atividades biológicas, tanto em suas presas quanto em vítimas humanas. Muitas dessas proteínas desempenham papel na captura de presas e no processo digestivo desses animais. A variabilidade na atividade e composição dos venenos é um fato descrito em inúmeros trabalhos e acontece em vários níveis: ontogenético, geográfico, sexual, alimentar, inter e intraespecífico. Alterações ontogenéticas são observadas em diferentes espécies de serpentes em grande parte das pesquisas na proteômica atual e suas implicações causam o surgimento de novas hipóteses que contribuem tanto para uma maior compreensão da complexidade dos venenos e, para o caso da biotecnologia, novas formas e possibilidades de desenvolvimento e utilização de biomoléculas com uma extensa gama de aplicações. A serpente Bothrops jararacussu pertence à família dos viperídeos e faz parte do grupo de serpentes do gênero botrópico existentes no Brasil. A B. jararacussu é considerada a espécie com maior atividade miotóxica dentre o gênero. Além disso, a B. jararacussu apresenta uma peculiaridade: seu veneno apresenta uma baixa taxa de imunogenicidade. Vital Brazil, em 1909, demonstrou que a atividade letal do veneno da B. jararacussu é melhor neutralizada pelo soro anticrotálico. O pesquisador também sugeriu que o soro antibotrópico-crotálico deveria ser utilizado em acidentes com esses indivíduos, para melhor neutralizar seu potencial letal. Apesar de tantas peculiaridades na composição de seu veneno, é interessante observar a falta de atenção que esta espécie tem recebido nos últimos anos de pesquisa. Com isso em mente, este presente estudo tem como objetivo realizar uma análise ontogenética e sazonal do veneno da serpente B. jararacussu, acompanhando o desenvolvimento de indivíduos filhotes nascidos no Laboratório de Herpetologia do Instituto Butantan até a vida adulta, e também de indivíduos adultos vindos da natureza. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
AGUIAR, WESLEI DA SILVA; GALIZIO, NATHALIA DA COSTA; SANT'ANNA, SAVIO STEFANINI; SILVEIRA, GIOVANNI PEREZ M.; RODRIGUES, FABIOLA DE SOUZA; GREGO, KATHLEEN FERNANDES; DE MORAIS-ZANI, KAREN; TANAKA-AZEVEDO, ANITA MITICO. Ontogenetic study of Bothrops jararacussu venom composition reveals distinct profiles. Toxicon, v. 186, p. 67-77, OCT 30 2020. Citações Web of Science: 0.
AGUIAR, WESLEI DA SILVA; GALIZIO, NATHALIA DA COSTA; SERINO-SILVA, CAROLINE; SANT'ANNA, SAVIO STEFANINI; GREGO, KATHLEEN FERNANDES; TASHIMA, ALEXANDRE KEIJI; NISHIDUKA, ERIKA SAYURI; DE MORAIS-ZANI, KAREN; TANAKA-AZEVEDO, ANITA MITICO. Comparative compositional and functional analyses of Bothrops moojeni specimens reveal several individual variations. PLoS One, v. 14, n. 9 SEP 12 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.