Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito in vitro da Vitamina D nutricional e ativa (calcitriol) sobre a produção de citocinas pró-inflamatórias via TLR-4 em monócitos de pacientes em hemodiálise

Processo: 18/17976-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Barbara Perez Vogt
Beneficiário:Camila Zanini Gimenes de Freitas
Instituição-sede: Faculdade de Ciências da Saúde (FCSA). Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Diálise   Citocinas   Monócitos   Inflamação   Vitamina D   Insuficiência renal crônica

Resumo

A doença renal crônica (DRC) exibe o quadro de inflamação sistêmica, caracterizado pelo aumento na circulação de citocinas de caráter pró-inflamatório, tais como fator de necrose tumoral alfa (TNF-a), interleucina 6 (IL-6), interferon gama (INF-g). Outro distúrbio frequentemente encontrado em pacientes com DRC é a hipovitaminose D e/ou distúrbios do metabolismo da vitamina D. Postula-se que o quadro de hipovitaminose D favoreça a ativação da resposta inflamatória em células do sistema imunológico, principalmente via Toll Like Receptor 4 (TLR-4), estimulando o fator nuclear kappa B (NF-ºB) na transcrição de citocinas pró-inflamatórias. Intervenções nutricionais são preconizadas na tentativa de amenizar e/ou abolir a resposta inflamatória exacerbada. Diante disso, o objetivo do presente projeto é avaliar o efeito in vitro da vitamina D nutricional e ativa (calcitriol) sobre a produção de citocinas pró-inflamatórias em monócitos de pacientes em hemodiálise, explorando a via de sinalização do TLR-4e NF-ºB. Serão recrutados indivíduos com diagnóstico de DRC independente da etiologia que realizam hemodiálise. Após coletas de sangue, os monócitos serão incubados por 24 horas na presença ou ausência de LPS, soro homólogo, e em combinação com colecalciferol ou calcitriol. Serão realizadas dosagens de citocinas no sobrenadante (TNF±, IL-6, IL-10) e expressão gênica de TLR-4 e do NF-ºB nos monócitos expostos aos diferentes tratamentos.