Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta imune in situ na Dermatofitose Crônica Disseminada humana: participação dos receptores de lectina do tipo c

Processo: 18/24175-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Maria da Gloria Sousa Stafocker
Beneficiário:Ana Paula Carvalho dos Reis
Instituição-sede: Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (IMT). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/16369-1 - Dermatofitose crônica disseminada por Trichophyton rubrum: papel dos neutrófilos nos mecanismos efetores e na modulação da resposta adaptativa na infecção humana, AP.JP
Assunto(s):Imunidade inata   Micologia

Resumo

Dermatófitos são fungos causadores de lesões benignas em tecidos queratinizados da pele, pelos e unhas. Trichophyton rubrum é a principal espécie, sendo capaz de suprimir e evadir a resposta imune do hospedeiro. Ainda não se sabe quais os receptores de reconhecimento padrão (PRRs) estão envolvidos no reconhecimento de T. rubrum. Dentro da família dos PRRs destacam-se os receptores de lectina do tipo C (CLRs) que desempenham um papel central no reconhecimento e no desenvolvimento da resposta imune afungos, em parte através da ativação de vias de sinalização intracelulares que induzem a expressão de citocinas que podem polarizar para uma resposta protetora ou não. É nossa proposta avaliar a participação dos receptores de lectina do tipo C in situ nas lesões dos pacientes com dermatofitose crônica disseminada (DCD) causada por T. rubrum. O entendimento dessas vias celulares envolvidas na interação fungo-hospedeiro poderá trazer informações úteis para a seleção de novos alvos terapêuticos e para o desenvolvimento de novos fármacos para uma melhor abordagem terapêutica não somente de pacientes com DCD, visto que muitos destes pacientes apresentam resposta insuficiente (ex., recorrências) à terapia antifúngica atualmente disponível, como também para as demais infecções fúngicas invasivas e não invasivas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANA PAULA CARVALHO REIS; FRANCIELE FERNANDES CORREIA; THAIS MARTINS JESUS; CARLA PAGLIARI; NEUSA Y SAKAI-VALENTE; WALTER BELDA JÚNIOR; PAULO RICARDO CRIADO; GIL BENARD; MARIA GLORIA TEIXEIRA SOUSA. In situ immune response in human dermatophytosis: possible role of Langerhans cells (CD1a+) as a risk factor for dermatophyte infection. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, v. 61, p. -, 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.