Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade e evolução de populações brasileiras

Processo: 18/01371-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Tábita Hünemeier
Beneficiário:Marcos Araújo Castro e Silva
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/26875-9 - Diversidade genômica dos nativos americanos, AP.JP
Assunto(s):Genética populacional   Comunidade negra   Brasileiros   Africanos

Resumo

A população brasileira é resultado do encontro de três grupos continentais: ancestrais, europeus, africanos e nativos americanos. O registro histórico sugere que os escravos africanos foram trazidos de diferentes regiões da África (por exemplo, Angola, Congo, Moçambique), mas a forma como esses grupos se dispersou ao chegar aqui, e a dinâmica de mestiçagem dos mesmos com nativos americanos e europeus não estão bem documentadas. Nos últimos anos, a análise da ascendência genética tornou-se uma ferramenta importante para desvendar a história e a origem das populações humanas. O presente projeto visa analisar 541 indivíduos de comunidades quilombolas genotipadas para 600 mil marcadores autossômicos, tendo como objetivo compreender a formação e a dinâmica da mistura nas comunidades quilombolas, bem como identificar, através de análises de ascendência local, as linhagens nativas americanas presentes no genoma dos remanescentes quilombolas. (AU)