Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da leucina sobre a expressão de miR-299A e HDAC4 no músculo esquelético de ratos submetidos à imobilização: implicações para o controle de massa muscular

Processo: 18/24419-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Pesquisador responsável:Anselmo Sigari Moriscot
Beneficiário:Paula Ketilly Nascimento Alves
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/04090-0 - Identificação e caracterização de mecanismos envolvidos no controle de massa e regeneração do músculo estriado esquelético, AP.TEM
Assunto(s):Sistema musculoesquelético   Atrofia muscular   Hipertrofia   Leucina   Expressão gênica   Histona desacetilases   MicroRNAs   Imobilização   Modelos animais

Resumo

O tecido muscular esquelético tem grande influência para o desempenho de atividades e na funcionalidade do individuo no ambiente. Este tecido possui uma alta plasticidade, o que permite adaptação de sua estrutura e função em resposta a diferentes estímulos anabólicos e catabólicos. Os estímulos catabólicos levam a atrofia muscular, podem ser regulados positivamente por modificação pós-transcricionais mediadas por Histonas Deacetilases (HDACs) que levam ao aumento da transcrição de mediadores chaves (Atrogin-1 e Murf1) da atrofia muscular. Entretanto, a leucina, um aminoácido que promove importantes ações anti-catabólicas tem sido utilizada para a atenuação do catabolismo proteico durante a imobilização a fim de preservar a massa muscular, além disso, esta pode estar envolvida na ativação de microRNAs que reprimem a expressão de genes alvo em nível pós-transcricional. Dessa forma o objetivo desse estudo é investigar se o papel protetor da leucina durante a atrofia se relaciona com a indução na expressão do miR299A e seu impacto no processo de deacetilação, levando a inibição dos atrogenes. Para tanto, primeiramente, ratos Wistar serão imobilizados e suplementados com leucina oralmente via gavage por 3 e 7 dias para analisar a localização tecidual da HDAC4, sua expressão gênica e relação com à leucina, bem como, alvos envolvidos no processo atrófico. Além disso, posteriormente serão utilizadas células C2C12, tratadas com dexametazona para avaliação dos efeitos da leucina na expressão de HDAC4 em um modelo atrófico in vitro. Na análise de deep sequencing realizada por nós possibilitou verificar a queda expressiva do miR-299A durante a imobilização e a reversão desse estado quando suplementado com leucina, desse modo, iremos analisar também a expressão tecidual desse miRNA em ratos imobilizados e tratados com leucina e investigar se este é alvo direto da HDAC4. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALVES, PAULA K. N.; CRUZ, ANDRE; SILVA, WILLIAM J.; LABEIT, SIEGFRIED; MORISCOT, ANSELMO S. Leucine Supplementation Decreases HDAC4 Expression and Nuclear Localization in Skeletal Muscle Fiber of Rats Submitted to Hindlimb Immobilization. CELLS, v. 9, n. 12 DEC 2020. Citações Web of Science: 0.
CRUZ, ANDRE; FERIAN, ANDREA; ALVES, PAULA K. N.; SILVA, WILLIAM JOSE; BENTO, MIRELLA RIBEIRO; GASCH, ALEXANDER; LABEIT, SIEGFRIED; MORISCOT, ANSELMO SIGARI. Skeletal Muscle Anti-Atrophic Effects of Leucine Involve Myostatin Inhibition. DNA AND CELL BIOLOGY, v. 39, n. 12 NOV 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.