Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das alterações genéticas e metabólicas do adenoma pleomorfo e carcinoma ex-adenoma pleomorfo por exoma, expressão gênica e imunohistoquímica

Processo: 18/25294-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Fernanda Viviane Mariano Brum Corrêa
Beneficiário:Leisa Lopes Aguiar
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/07304-0 - Estudo das alterações genéticas e metabólicas do adenoma pleomorfo e carcinoma ex-adenoma pleomorfo por exoma, expressão gênica e imunohistoquímica, AP.JP
Assunto(s):Etiologia   Carcinoma ex-adenoma pleomórfico   Adenoma pleomórfico   Progressão tumoral   Histologia   Sequenciamento completo do exoma   Expressão gênica   Imuno-histoquímica

Resumo

O Adenoma Pleomorfo (AP) é o tumor mais comum de glândula salivar e embora seja de natureza benigna, apresenta chances de recorrência e de malignização para o Carcinoma Ex-Adenoma Pleomorfo (CXAP). Este último é uma neoplasia agressiva cursando com metástase e óbito em uma grande porcentagem dos casos. Embora ambos os tumores apresentem descobertas importantes do ponto de vista genético e molecular, as alterações encontradas são focais e em sítios gênicos específicos, restando ainda muitas dúvidas acerca de marcadores diagnósticos, patogênese e terapia alvo do AP e do CXAP. No presente projeto, estudaremos um grupo de APs e de CXAPs (subdivididos quanto ao tipo histológico e grau de progressão) através do sequenciamento completo do exoma (Whole Exome Sequencing - WES) e complementaremos os achados com resultados prévios de nosso grupo com a técnica de CGH-array. Validaremos as reações (exoma e CGH-array) pelo método de sequenciamento Sanger e posteriormente analisaremos os candidatos por expressão gênica. Desta forma, com o nosso trabalho, ampliaremos o conhecimento genético individual sobre APs e CXAPs, e ainda seremos capazes de comparar as amplas alterações de número de cópias e mutações adquiridas na contraparte benigna e que se conservam no carcinoma, assim como os novos eventos únicos do tumor maligno, tentando correlacionar com progressão e subtipos histopatológicos. Visto que a patogênese do câncer caracteriza-se por uma mistura complexa de alterações genéticas e metabólicas, iremos estudar também diversas vias metabólicas (glicogênese, lipogênese) através de marcadores imunohistoquímicos, de expressão gênica e abordar os achados de exoma e CGH-array na busca de relação com estas vias. Com essa abordagem ampla, analisando alterações genéticas e metabólicas envolvidas na tumorigênese do AP, carcinogênese e progressão tumoral do CXAP, pretendemos acrescentar significativo conhecimento ao que se sabe atualmente sobre estes tumores na expectativa descobertas de marcadores para diagnóstico, patogênese e terapia alvo.