Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação por immunoblotting da reatividade de anticorpos anti T. cruzi com moléculas antigênicas de tripanosomatídeo de inseto (Leptomonas seymouri) e planta (Phytomonas serpens)

Processo: 18/19367-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Norival Kesper Junior
Beneficiário:Rafael Avila Rocci
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Doença de Chagas   Anticorpos   Testes imunológicos   Immunoblotting

Resumo

Os Tripanossomatídeos dos gêneros Leishmania e Trypanosoma são um grupo de protozoários patógenos para humanos, os dos gêneros monoxenos como Crithidia, Leptomonas, Herpetomonas, Blastocrithidia, Angomonas, e Strigomonas para insetos e o gênero heteróxeno Phytomonas para plantas. Os tripanossomatídeos de insetos e plantas, não patogênicos ao homem possuem papel de destaque nas pesquisas científicas, pois podem compartilhar ou conter repertório molecular com homologia reconhecida nas espécies patogênicas humanas, inclusive moléculas com importância na virulência e interação patógeno hospedeiro. Esse fato, aliado a proximidade filogenética entre os diferentes gêneros, justificam as observações, desde a década de 60, do fenômeno da imunorreatividade cruzada entre membros da família Tripanosomatidae. Resultados promissores foram obtidos por nosso grupo no estudo de epítopos imunorreativos presentes em tripanossomatídeos de insetos e plantas, como fontes antigênicas alternativas para o imunodiagnóstico de infecções causadas pelo T. cruzi e Leishmania spp. Nesta atual proposta, pretendemos continuar com a análise crítica de epítopos antigênicos identificados por anticorpos anti- T. cruzi presentes nos tripanossomatídeos não patógenos, especificamente, Leptomonas seymouri e Phytomonas serpens. Nosso objetivo é identificar e avaliar por immunoblotting moléculas capazes de reagir especificamente com soros de pacientes chagásicos nas fases aguda e crônica da doença, incluindo aqueles com baixa reatividade para a sorologia convencional. O teste TESA-Blot, com elevada sensibilidade e especificidade no imunodiagnóstico da Doença de Chagas será utilizado paralelamente como parâmetro de comparação. Compreender as características antigênicas desses tripanossomatídeos é relevante, pois provavelmente, permitirá a sondagem de fontes alternativas antigênicas com intuito de aprimorar os testes de imunodiagnóstico aplicados a doença de Chagas. Vale ressaltar que o L. seymouri e o P. serpens crescem fácil e rapidamente em meio de cultivo e apresentam baixo risco para o técnico manipulador.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)