Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da dependência da razão de sinais com o deslocamento Doppler no diagnóstico de rotação de plasma do Tokamak TCABR

Processo: 18/22908-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física dos Fluídos, Física de Plasmas e Descargas Elétricas
Pesquisador responsável:José Helder Facundo Severo
Beneficiário:Matheus Bonfim Angelo
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Plasma (estados da matéria)   Fusão nuclear   Tokamaks   Rotação

Resumo

A teoria neoclássica prevê que plasmas confinados em sistemas magnéticos com geometria toroidal devem girar tanto na direção poloidal quanto toroidal, sendo os valores destas velocidades da ordem de 10^{5}-10^{6} cm/s na direção poloidal e 10^{6}-10^{7} cm/s na direção toroidal. O gradiente da componente poloidal da velocidade tem uma relação direta com o confinamento de partículas e energia e pode suprimir a turbulência se o cisalhamento do fluxo for acentuado. Já a componente toroidal tem uma relação direta com o limiar para excitação dos modos de rasgo acionados por campo de erro e modos de parede resistivos. Portanto, para otimizar o desempenho do reator de fusão, é extremamente importante entender os mecanismos que produzem a rotação do plasma, (suas fontes e sumidouros), sua conexão com os coeficientes de transporte de energia e partículas e com a supressão dos modos de parede resistivos. No Laboratório de Física de Plasmas foi construindo, com o apoio da FAPESP, um diagnóstico para medir a velocidade de rotação do plasma que está baseado na detecção de diferentes partes de uma mesma linha espectral onde a razão dos correspondentes sinais está diretamente conectado com a velocidade de rotação. Nesse projeto pretende-se criar um modelo matemático simples para descrever o deslocamento Doppler das linhas espectrais em função da razão de sinais e com isto melhor estimar as incertezas nas medidas de velocidade.