Busca avançada
Ano de início
Entree

Extração e quantificação do carotenóide luteína da microalga Chlorella sorokiniana

Processo: 18/24179-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Silvia Helena Govoni Brondi
Beneficiário:Maria Isabel de Carvalho Soler
Empresa:Algaetech Pesquisa Ltda
Vinculado ao auxílio:17/50360-4 - Cultivo das microalgas Chlorella sorokiniana e Chlorella vulgaris visando a produção de carotenoide e proteínas para atender as indústrias farmacêutica, alimentícia, cosmética e de química fina, AP.PIPE
Assunto(s):Microalgas   Chlorella sorokiniana   Compostos bioativos   Luteína   Cromatografia

Resumo

As microalgas apresentam considerável potencial biotecnológico. Dentre os compostos extraídos das algas com potencialidade de exploração comercial destacam-se os compostos bioativos naturais, em especial o carotenoide luteína. Chlorella sorokiniana é uma espécie robusta às oscilações ambientais e apresenta rápido crescimento, e segundo Cordero et al. (2011) é promissora para a produção de luteína, uma vez que exibe elevado conteúdo desse carotenoide e alta taxa de crescimento. A luteína apresenta atividade antioxidante, previne os danos causados pelos radicais livres, protegendo contra a aterosclerose, catarata e outras doenças. Diante dos benefícios da luteína para a saúde humana, da necessidade de consumo diário recomendado de 6 mg/dia (Sánchez et al., 2008), associado ao potencial de C. sorokiniana na produção deste carotenoide, o presente projeto visa extrair a luteína da microalga, com o desafio de obter um produto com pureza elevada, para ser comercializado como matéria prima para as indústrias farmacêutica, cosmética, nutraceutica e de química fina.