Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação do polimorfismo MICA-129 com o desenvolvimento do ceratocone em uma população do Noroeste do Estado de São Paulo

Processo: 18/16622-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Luiz Carlos de Mattos
Beneficiário:Laurie Sayuri Kumano
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Oftalmologia   Ceratocone   Córnea   Polimorfismo genético   Mica   Resposta imune

Resumo

O ceratocone é uma doença degenerativa que acomete a córnea, afetando ambos os gêneros em todas as etnias e que pode se manifestar uni ou bilateralmente nos pacientes. Essa condição é caracterizada por uma protusão da córnea central ou paracentral, modificando sua curvatura normal (esférica) para um formato mais cônico. Atualmente sabe-se que fatores genéticos, ambientais e comportamentais estão envolvidos no surgimento dessa doença e, embora tenha sido descrita há muito tempo como uma desordem não inflamatória dados recentes da literatura indicam o envolvimento possível de mecanismos inflamatórios. São recentes e escassos trabalhos envolvendo polimorfismos em genes envolvidos na resposta imunológica, os quais podem desencadear a exacerbação de moléculas inflamatórias e exercer influência no desenvolvimento e progressão do ceratocone. O gene MICA codifica uma proteína de superfície celular de mesmo nome que atua como ligante do receptor ativador NKG2D dos linfócitos T³´, linfócitos T±² CD8+ e células NK. Moléculas MICA atuam como marcadores de estresse no epitélio, inclusive no epitélio da córnea e, estudos envolvendo polimorfismos no gene MICA ainda não foram realizados em pacientes com ceratocone. Assim, no presente estudo, pretende-se investigar se o polimorfismo MICA-129 (rs1051792) está associado com o desenvolvimento do ceratocone em pacientes de uma população do noroeste do Estado de São Paulo. Os resultados obtidos fornecerão dados inéditos na literatura brasileira e mundial que poderão oferecer subsídios para um melhor entendimento do desenvolvimento e progressão do ceratocone.