Busca avançada
Ano de início
Entree

Reconstruções periféricas da dialética hegeliana do senhor e do servo: Beauvoir, Fanon e as dimensões político-epistemológicas da subalternidade

Processo: 18/17355-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:Rúrion Soares Melo
Beneficiário:Mariana Oliveira Do Nascimento Teixeira
Instituição-sede: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/11611-3 - Esfera pública e reconstrução: sobre a constituição de um paradigma reconstrutivo no campo da Teoria Crítica, AP.TEM

Resumo

Apesar do crescente interesse, nos últimos anos, em tematizar as possíveis conexões da filosofia de Hegel com o feminismo ou estudos pós-coloniais, ainda não houve um esforço sistemático para desenvolver uma análise comparativa (e uma fertilização cruzada) dessas reconstruções críticas, nem para entender o seu contraste, e possível conexão, com as apropriações de inspiração marxista do método dialético hegeliano, incluindo a Teoria Crítica. Este projeto de pesquisa tem a intenção de preencher essa lacuna e examinar a Wirkungsgeschichte de uma figura da filosofia de Hegel que se mostrou particularmente fecunda para diversos pensadores críticos: a relação entre o servo e o senhor presente na Fenomenologia do espírito. Mas não se pretende apenas contribuir, no nível da história da teoria, para a compreensão do legado hegeliano na filosofia social e política recente, apontando os contrastes, as intersecções e possíveis colaborações entre as tradições alemã (na figura de Axel Honneth) e francesa (em especial Simone de Beauvoir e Frantz Fanon) de pensamento crítico de extração hegeliana. A pesquisa tem também o propósito de fornecer subsídios teóricos para o debate atual acerca da interconexão entre diferentes lutas emancipatórias - tais como o feminismo, o antirracismo, e as lutas contra a desigualdade econômico-social -, na medida em que tematiza o potencial motivacional ou interesse emancipatório (tanto na dimensão política quanto epistemológica) comum às experiências de injustiça de diferentes sujeitos periféricos. Espera-se, assim, que esta investigação colabore para a articulação teórico-conceitual entre os subgrupos que compõem o Projeto Temático FAPESP n. 2014/11611-3 ("Esfera Pública e Reconstrução: sobre a constituição de um paradigma reconstrutivo no campo da Teoria Crítica").