Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação de redes neurais artificiais para construção de mapas de nichos ecológicos para Araucaria angustifolia e Ilex paraguariensis

Processo: 18/22777-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Karina Martins
Beneficiário:Gustavo Henrique Sousa Rodrigues
Instituição-sede: Centro de Ciências Humanas e Biológicas (CCHB). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Redes neurais (computação)   Mudança climática   Conservação dos recursos naturais   Manejo florestal   Araucaria angustifolia   Ilex paraguariensis

Resumo

As mudanças climáticas globais representam hoje o foco das discussões no que se refere à conservação de populações naturais. Tendo em vista o longo ciclo de vida das árvores, os processos de adaptação ocorrem mais lentamente do que têm ocorrido as mudanças climáticas globais. Desta forma, espécies tipicamente de clima frio, como Araucaria angustifolia e Ilex paraguariensis podem sofrer redução do número de populações e, em alguns cenários mais drásticos, até mesmo ocorrer a extinção de populações inteiras. Neste contexto, o desenvolvimento de programas de melhoramento e de conservação de recursos genéticos apresentam grande importância. As Redes Neurais Artificiais (RNAs) fazem parte de uma metodologia estatística com alta acurácia e precisão, sendo utilizadas nos mais diversos cenários, incluindo determinação de nichos ecológicos. Desse modo, o objetivo deste projeto é utilizar RNAs para modelar regiões onde A. angustifolia e I. paraguariensis possam apresentar maior adaptabilidade e crescimento em cenários presentes e futuros. Para as análises de RNAs serão utilizadas duas variáveis fenotípicas (altura e diâmetro a altura do peito) de seis locais de ocorrência natural das espécies. As redes serão construídas por meio da técnica Multilayer Perceptron, no software R, onde o número de neurônios e camadas será testado para obtenção dos melhores resultados. Os resultados obtidos servirão como base para mapear regiões correspondentes aos nichos ecológicos das populações de A. angustifolia e I. paraguariensis, por meio de variáveis climáticas, possibilitando com isso indicar populações que tenham potencial para serem usadas em programas de conservação e melhoramento dos recursos genéticos em um cenário de mudanças climáticas.