Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do Hibiscus sabdariffa na resistência insulínica, ganho de peso, adiposidade corporal e perfil lipídico em camundongos

Processo: 18/00305-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Vivian Marques Miguel Suen
Beneficiário:Ana Carolina Palermo dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fitoterapia   Hibiscus   Sobrepeso   Obesidade   Síndrome metabólica

Resumo

A obesidade é uma condição crônica caracterizada pelo acúmulo de gordura corporal no indivíduo (SBEM, 2017) e está diretamente relacionada com anormalidades, incluindo doenças cardiovasculares, dislipidemias e resistência à insulina. O tratamento desta condição fundamenta-se em intervenções para modificação do estilo de vida, na orientação dietoterápica, no aumento da atividade física e em mudanças comportamentais (ABESO, 2017). Neste contexto, produtos naturais, como suplementos à base de plantas, são comumente utilizados como medicina complementar e alternativa. Entre essas plantas, destaca-se o Hibiscus sabdariffa, cujo uso vem sendo difundido entre indivíduos que visam a perda de peso. O hibisco é conhecido por seus efeitos protetores contra hipertensão, inflamação, doença hepática (JOVEN et. al., 2014; ALI et al., 2003), além de seus efeitos antioxidantes, diuréticos, hipolipidêmicos (NNAMONU et al., 2013) e na diminuição de ganho de peso (CHANG et al., 2014). À vista disso, o presente estudo tem como objetivo analisar os efeitos da suplementação de Hibiscus sabdariffa, na prevenção de síndrome metabólica em camundongos. Para isso serão utilizados camundongos machos na seguinte divisão de quatro grupos: 10 animais do grupo I com dieta padrão, 10 animais do grupo II com dieta padrão e hibisco, 10 animais do grupo III com dieta hipercalórica, 10 animais do grupo IV com dieta hipercalórica e hibisco. A suplementação seguirá por um período de oito semanas. Antes e após o período de tratamento, serão coletadas amostras de sangue para dosagem de insulina, glicemia e lipidograma, amostras de fezes e serão realizadas pesagem e coleta de tecidos.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.