Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da doença de superfície ocular em pacientes glaucomatosos e influência do tratamento da superfície ocular no controle do glaucoma

Processo: 18/16125-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Mônica de Cássia Alves de Paula
Beneficiário:Leticia Fernandes do Nascimento
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/19138-5 - Criação do biobanco de tecidos oculares e investigação de novos mecanismos fisiopatológicos relacionados a doenças oculares do segmento anterior, AP.JP
Assunto(s):Oftalmologia   Glaucoma   Pressão intraocular   Toxicidade   Qualidade de vida

Resumo

Vários estudos vêm discutindo a coexistência de glaucoma e doença de superfície ocular. Em pacientes em tratamento antiglaucomatoso tópico foram encontradas prevalências próximas a 50%, havendo inclusive correlação entre sintomas e quantidade de drogas antiglaucomatosas utilizadas. Apesar de diversos estudos recentes terem apontado para a correlação de alterações de superfície ocular secundárias a toxicidade de medicações antiglaucomatosas tópicas, ainda pouca atenção tem sido dada a este fato na prática clínica. Este estudo tem por objetivo avaliar a influência do tratamento da superfície ocular em pacientes com glaucoma no que tange à adesão ao tratamento antiglaucomatoso, ao controle da pressão intraocular, sinais e sintomas de disfunção da superfície ocular e aos marcadores de inflamação do tecido conjuntival e da lágrima.