Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação pelo Ganoderma lucidum na expressão de genes envolvidos com a diferenciação de linfócitos em idosas

Processo: 18/19491-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Renata Gorjao
Beneficiário:Tiago Bertola Lobato
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Envelhecimento   Imunologia celular   RNA mensageiro   Linfócitos T   Ganoderma

Resumo

O envelhecimento promove alterações do equilibrio imunológico levando à imunosenescência. A ingestão do Ganoderma lucidum pode amenizar algumas alterações fisiológicas decorrentes da idade, promovendo um restabelecimento da resposta imunológica. No entanto, as vias metabólicas e mecanismos pelos quais isto ocorre ainda não estão bem compreendidos. Muitos estudos tem investigado os componentes isolados de Ganoderma tais como, polissacarídeos, tripterpenos e proteínas. No entanto, poucos estudos têm demonstrado o efeito sinérgico deste fitoterápico como um todo. Ainda não se sabe ao certo se a associação destes princípios ativos encontrados no cogumelo promove maior eficácia na terapia quando comparados aos componentes isolados. O efeito e mecanismo deste fitoterápico é pouco conhecido assim como a imunomodulação do mesmo no perfil da resposta de linfócitos de idosos. Desta forma, o objetivo deste trabalho é investigar os efeitos do tratamento do Ganoderma lucidum na função de linfócitos em idosos. Inicialmente serão recrutados idosos de 60 a 80 anos saudáveis. Será realizada a avaliação das medidas antropométricas, composição corporal (peso, altura, percentual de gordura e de massa magra) e coleta de sangue venoso dos voluntários antes e após 8 semanas de tratamento com o cogumelo. O estudo será realizado na forma de duplo-cego, 20 idosos serão suplementados com 1.500 mg diárias de Ganoderma durante 8 semanas; 20 idosos serão suplementados com 1500 mg de talco (placebo). O protocolo somente será aberto ao final da pesquisa. Em cada coleta serão isolados os linfócitos totais e avaliados: a porcentagem de linfócitos T reguladores (CD4+, CD25+, Foxp3+); diferenciação de linfócitos em cultura na presença de Concanavalina A caracterizando o perfil Th1, Th2 e Th17 por citometria de fluxo. Será avaliada também a expressão do mRNA de citocinas e fatores de transcrição envolvidos (IL-35, TGF-beta, Foxp3, Blimp-1, ROR- alfa, RORgt, GATA3, STAT4, STAT3, STAT1 e T-bet) com a diferenciação de linfócitos por PCR em tempo real. Com este estudo pretendemos determinar se o Ganoderma lucidum é capaz de promover o restabelecimento do equilíbrio de linfócitos em idosos.