Busca avançada
Ano de início
Entree

Transcriptoma de Chromobacterium violaceum em cultura de células e durante a infecção em camundongo

Processo: 18/12461-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:José Freire da Silva Neto
Beneficiário:Maristela Previato Mello
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Regulação da expressão gênica   Análise de sequência de RNA   Interações hospedeiro-patógeno

Resumo

Durante a infecção ocorre a modulação da expressão gênica tanto do patógeno quanto do hospedeiro. A bactéria Chromobacterium violaceum é um patógeno oportunista que causa graves infecções caracterizadas por quadros septicêmicos que podem levar a óbito. No entanto, não existem estudos caracterizando de maneira global as alterações na expressão gênica durante a interação patógeno-hospedeiro na infecção em mamíferos causada por C. violaceum. Assim, propomos identificar as alterações transcricionais globais durante a infecção por C. violaceum em culturas de células e em tecido animal in vivo usando sequenciamento de RNA (RNA-seq). Para isto, iremos caracterizar a infecção por C. violaceum em culturas celulares de hepatócitos e macrófagos utilizando microscopia eletrônica de transmissão. Em seguida, iremos sequenciar o RNA de C. violaceum durante a infecção em fígado, hepatócito e macrófago de camundongo, além de também sequenciar o RNA do macrófago infectado com esta bactéria, utilizando as técnicas de RNA-seq e Dual RNA-seq. Realizaremos uma análise global destes transcriptomas com enfoque na identificação dos genes para fatores de virulência e reguladores de transcrição, principalmente reguladores da família MarR, os quais já são alvos de estudos in vitro e com papel em virulência visto pelo nosso grupo. Os genes diferencialmente expressos selecionados serão validados por qRT-PCR e analisados para seu papel em virulência. Assim, os transcriptomas obtidos e analisados neste trabalho em condições infectantes deverão contribuir para a descoberta das redes regulatórias envolvidas na expressão in vivo de determinantes de virulência de C. violaceum e das vias de defesa do hospedeiro.