Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do cultivo de eucalipto sobre atributos do solo e produtividade, em solos arenosos

Processo: 17/14049-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 02 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Kátia Luciene Maltoni
Beneficiário:Karla Nascimento Sena
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/11867-1 - Impacto dos sistemas de manejo de resíduos de colheita na estrutura do solo e comunidades microbianas sob plantações de eucalipto, BE.EP.DR
Assunto(s):Conservação do solo   Manejo do solo   Solos arenosos   Eucalipto   Carbono orgânico total   Sustentabilidade   Região leste   Mato Grosso do Sul

Resumo

O Carbono Orgânico (CO) introduzido nos solos, em sua maior parte via matéria orgânica, tem papel relevante em várias propriedades do mesmo e destacada importância em solos arenosos. Nestes solos, o aporte de material orgânico é necessário para garantir a sustentabilidade dos sistemas de produção. Este trabalho tem por objetivo verificar as alterações nos teores de CO, a influência deste sobre atributos físicos, biológicos, químicos do solo e da biomassa vegetal, em áreas de plantio comercial de eucalipto, no Leste do Mato Grosso do Sul. As amostras de solo serão coletadas nas profundidades de 0,0-0,05, 0,05-0,10, 0,10-0,20, 0,20-0,40, 0,40-0,60m, e para CO total e cálculo do estoque de carbono, as profundidades de 0,60-0,80 e 0,80-1,00 m também serão amostradas. Análises de fertilidade (P, MO, pH, K, Ca, Mg, H+Al, Al, S, B, Cu, Fe, N, Mn e Zn), determinações de estabilidade de agregados, densidade, macro e microporosidade, porosidade total, resistência mecânica do solo à penetração, quantificação e qualificação da biomassa vegetal, carbono da biomassa microbiana, respiração basal (C-CO2), quociente metabólico e microbiano, e análises enzimáticas (² glicosidade, urease e protease) serão realizadas para entendimento da influência do cultivo e dos tratamentos na sustentabilidade de solos arenosos. (AU)