Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da morfologia e da arquitetura sedimentar de uma porção do Talude Continental da Bacia de Santos para investigação de um potencial domo salino

Processo: 18/26668-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Geológica
Pesquisador responsável:Luigi Jovane
Beneficiário:Beatriz Bressan de Souza e Silva
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Geofísica marinha   Sedimentologia   Taludes   Talude continental

Resumo

Entre os dias 19 e 24 de janeiro de 2018, o grupo de pesquisa do Centro Oceanográfico de Registros Estratigráficos (CORE) do Instituto Oceanográfico (IO) da Universidade de São Paulo (USP) realizou um Pré-Cruzeiro à bordo do navio oceanográfico Alpha Crucis. Nesta Expedição, foram coletados dados de batimetria multifeixe e de sísmica monocanal, bem como testemunhos sedimentares, da região do Talude Continental da Bacia de Santos que compreende a área entre 24°50'-25°02'S e 44°24'-44°40'O. Durante a aquisição de dados de sísmica monocanal, foram observadas estruturas marinhas com sismofácies relacionadas a domos salinos. Estes são corpos salinos que sofreram processo de ascensão, devido a sua menor densidade quando comparados aos materiais adjacentes, tomando a forma de uma cúpula e provocando diversas alterações na arquitetura da coluna sedimentar na qual foram intrudidos (MAHIQUES et al., 2017; SCHATTNER et al., 2018). Como o perfilador sísmico utilizado no cruzeiro foi capaz de atingir os cem primeiros metros da coluna sedimentar do Talude Continental e o ecobatímetro multifeixe permitiu um mapeamento do assoalho marinho da área em questão, será possível avaliar o padrão deposicional recente sobrejacente ao pacote sedimentar diretamente influenciado por estas estruturas. Assim, a associação entre os dados batimétricos e sísmicos adquiridos à bordo do navio Alpha Crucis será primordial para a descrição do padrão da morfologia de fundo e da arquitetura sedimentar dos cem primeiros metros da coluna sedimentar do Talude Continental ao largo de Santos. Portanto, será possível avaliar se há modificações destas entre as regiões sobrejacentes aos domos salinos e àquelas mais distais dos mesmos. Além disso, os resultados da análise sismoestratigráfica poderão ser amarrados às informações adquiridas a partir testemunhos sedimentares coletados na região, também durante o embarque de janeiro de 2018, que serão analisados por alunos de Pós-Graduação do IO, a fim de corroborar com as informações adquiridas através das análises geofísicas.