Busca avançada
Ano de início
Entree

Métodos para determinação da falha de transferência de imunidade passiva em bezerros

Processo: 18/21294-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Breno Fernando Martins de Almeida
Beneficiário:Joyce Cristina Ripi Fioruci
Instituição-sede: Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO). Fundação Educacional Miguel Mofarrej. Ourinhos , SP, Brasil
Assunto(s):Colostro   Recém-nascido

Resumo

A aquisição de imunidade pelos bezerros neonatos é altamente depende da ingestão e absorção de colostro, tendo em vista que a placenta dos bovinos não permite a transferência de moléculas e células imunes. A falha de transferência de imunidade passiva (FTIP) ocorre quando essas moléculas imunes, principalmente as imunoglobulinas (Ig), não atingem níveis satisfatórios no neonato. Vários métodos são utilizados para avaliação desse parâmetro, seja pela determinação direta de Ig ou indiretamente por outros parâmetros. Entretanto, a maioria dos valores de referência são provenientes da literatura internacional e apresentam aplicabilidade restrita em nível nacional, principalmente devido a condições de manejo, padrões raciais e patógenos ambientais diferentes. Portanto, o objetivo deste trabalho é a avaliação de métodos para determinar a FTIP em bezerros neonatos e correlacionar parâmetros maternos com os dos bezerros, tentando-se determinar um método alternativo aplicável a campo para avaliação da FTIP. Serão utilizadas 40 vacas com seus respectivos bezerros, dos quais serão colhidos sangue para obtenção de soro e colostro. Os teores de IgG serão determinados das vacas, dos bezerros e do colostro pelo teste de turbidez com sulfato de zinco em fotocolorímetro a partir de concentrações conhecidas de IgG bovina. Os níveis de proteína total, albumina e GGT serão determinados no soro sanguíneo das vacas e dos bezerros e no colostro em fotocolorímetro utilizando reagentes comerciais. Os níveis de proteína total também serão obtidos por refratometria óptica e o colostro também será avaliado pelo refratômetro de Brix. As variáveis serão testadas quanto à normalidade pelo teste de Shapiro-Wilk e a comparação dos bezerros antes e após a ingestão do colostro será realizada pelo teste de t pareado ou teste de Wilcoxon, as associações entre as variáveis qualitativas serão realizadas pelo teste de Qui-quadrado e as correlações entre as variáveis quantitativas numéricas serão realizadas pelos testes de Pearson ou Spearman, sempre considerando significativas quando p<0,05.