Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de dispositivos microfluídicos/órgãos em chip empregando xurografia, poliéster-toner e metacrilato de gelatina (GelMA)

Processo: 18/07342-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Rondinelli Donizetti Herculano
Beneficiário:Rondinelli Donizetti Herculano
Anfitrião: Alireza Khademhosseini
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Local de pesquisa : University of California, Los Angeles (UCLA), Estados Unidos  
Vinculado ao auxílio:16/01743-5 - Coorte da tríade gestacional: hiperglicemia, incontinência urinária e perfil clínico, molecular e ômico da miopatia hiperglicêmica na predição de incontinência e disfunção muscular e pesquisa translacional com biodevice para regeneração muscular em ratas, AP.TEM
Assunto(s):Biomateriais

Resumo

A análise da citoxicidade de novos fármacos, compostos e biomateriais em cultura celular (monocamda em 2-dimensões) é uma alternativa interessante para reduzir a utilização de animais, que por sua vez recebem controles cada vez mais rígidos. Entretanto, esta técnica não mimetizada de forma real um tecido e/ou órgão. Órgãos em chip são dispositivos que imitam tecidos e órgãos do corpo. Neste estudo será desenvolvido um dispositivo microfluídico de baixo custo empregando as técnicas de xurografia e poliéster-toner empregando o hidrogel metacrilato de gelatina (GelMA), pois mimetiza a matrix extracelular (ECM), sendo adequado para cultura celular. Além disso, o GelMA permite a montagem organizadas de várias linhagens celulares. O objetivo principal é desenvolver e padronizar o dispositivo, e após isso, avaliar a segurança dos extratos vegetais de barbatimão (Stryphnodendron sp) e guaçatonga (Casearia sylvestris) e das membranas de latex reforçadas com estes extratos e frações nestes dispositivos. Além disso, o biodevice de látex de seringueira com células tronco mesenquimais (CTMs), objeto de estudo do Auxílio Temático FAPESP 2016/01743-5 será avaliado nestes órgãos em chip. Espera-se que está técnica que mimetiza tecidos e/ou orgãos compreenda as interações e o mecanismos existentes de uma forma mais real.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.