Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de sensores compósitos com nanotubos de carbono e polímeros molecularmente impressos para determinação de xilose e arabinose em hidrolisados de bagaço de cana-de-açúcar

Processo: 18/25830-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Leonardo Lataro Paim
Beneficiário:Miguel Sales Porto de Sousa
Supervisor no Exterior: Maria Nelida Kneeteman
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rosana. Rosana , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad Nacional del Litoral (UNL), Argentina  
Vinculado à bolsa:17/09492-4 - Desenvolvimento de sensores compósitos com nanotubos de carbono e polímeros molecularmente impressos para determinação de xilose e arabinose em hidrolisados de bagaço de cana-de-açúcar, BP.IC
Assunto(s):Materiais nanoestruturados   Pentoses   Polímeros   Eletroquímica   Sensores

Resumo

Este projeto está incluído na solicitação de uma Bolsa Estágio de Pesquisa no Exterior (BEPE), visto pela Bolsa de Iniciação Cientifica concedido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), no âmbito do processo FAPESP 2017 / 09492-4. A possibilidade de desenvolver atividades de pesquisa em laboratórios dupla dependência (Universidad Nacional del Litoral e CONICET) vai reforçar a cooperação científica e tecnológica entre os sistemas de pesquisa pertencentes a ambos os países (CONICET-Argentina e FAPESP-Brasil), onde por meio de acordos (julho de 2016) a como objetivo promover resultados científicos de relevância internacional. Este projeto de investigação está relacionado com o desenvolvimento de sensores eletroquímicos constituídos por eletrodos compósitos de grafite / parafina modificados com nanotubos de carbono funcionalizados várias paredes (FMWCNTs) e polímeros moleculares impressos (MIP). Este método, de baixo custo, é dirigido para a análise de certos compostos, por exemplo xilose e arabinose no hidrolisado de bagaço de cana de açúcar, proveniente da produção de etanol de segunda geração, contribuindo para a melhoria da eficiência da produção do mesmo. A BEPE irá gerar uma importante colaboração entre investigadores, onde o professor Dr. Maria Nelida Kneeteman da Universidad Nacional del Litoral (UNL), e membro do Instituto de Instituto Costeira Química Aplicada (IQAL) do CONICET, atuará como supervisor do estágio de pesquisa. Os equipamentos Microscópio Eletrônico de Varredura (SEM) de PHENOM WORLD Prox, Microscópio de Força Atômica (AFM) AGILENT e Espectrômetro FT-IR de PERKIN ELMER, localizado no CONICET, possibilitaram uma sólida caracterização, tão pouco vista trabalhos eletroquímicos.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.