Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da suplementação aguda com capsaicina combinado ao exercício aeróbio contínuo na ingestão alimentar de jovens fisicamente ativo

Processo: 18/17239-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Fábio Santos de Lira
Beneficiário:Priscila Almeida Queiroz
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Consumo de alimentos   Ingestão de alimentos   Suplementação alimentar   Apetite   Jovens   Capsaicina   Exercício físico   Treinamento aeróbio   Análise de variância

Resumo

O exercício físico colabora para que ocorra deficit no balanço energético, contudo devido à ingestão alimentar, pode haver ou não uma ação compensatória de energia gasta durante a sessão de exercício. O efeito da sessão de exercício na ingestão alimentar tem sido alvo de diversos estudos, conhecido como efeito anoréxico do exercício, sabe-se que ele é capaz de alterar a secreção de hormônios relacionados ao controle do apetite, e modular a fome e ingestão alimentar. Mais recentemente a modulação da fome e da ingestão alimentar foi atribuída ao aumento da temperatura hipotalâmica causada pelo exercício. A Capsaicina é uma substância natural encontrada em pimentas e vem sendo utilizada como estratégia nutricional para induzir perda de peso, devido seus efeitos neurais, termogênicos e também no metabolismo dos lipídeos, adicionalmente ela é uma substância que pode aumentar a temperatura corporal e hipotalâmica. Assim, o objetivo deste estudo será verificar os efeitos da suplementação aguda com Capsaicina combinado ao exercício aeróbio na ingestão alimentar de jovens fisicamente ativos. Para tanto, jovens saudáveis serão submetidos a 5 sessões experimentais sendo a primeira destinada para avaliação da aptidão aeróbia através de teste incremental na esteira e composição corporal (DEXA). Às quatro sessões subsequentes serão aleatoriamente randomizadas em: capsaicina (suplementados com 12 mg) e placebo (suplementados com 12 mg de amido) durante exercício contínuo (30 minutos a 70% da velocidade aeróbia máxima atingida no teste incremental) e durante situação controle (sem exercício). Durante as sessões experimentais será avaliada a sensação de fome através do uso de uma escala analógica visual; após a realização do exercício os participantes poderão se alimentar em um buffet ad libitum e o registro alimentar será utilizado. Para análise dos dados, será realizada a análise de variância a dois fatores (condição e momento), com medidas repetidas no segundo fator para sensação de fome, e para quantidade de calorias ingeridas a análise de variância a um fator (condição), por meio do software SPSS (versão 17.0).