Busca avançada
Ano de início
Entree

Lesson Study: conhecimento e desenvolvimento profissional do professor que ensina matemática: estudos de práticas de ensinar e aprender Matemática no ensino fundamental

Processo: 18/25623-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Dario Fiorentini
Beneficiário:Juliet Sarkis
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/25982-9 - Lesson Study: conhecimento e desenvolvimento profissional do professor que ensina matemática, AP.EP
Assunto(s):Ensino e aprendizagem   Ensino público   Ensino de matemática   Formação de professores   Capacitação de professores   Desenvolvimento profissional

Resumo

Este projeto vincula-se à linha Fapesp Ensino Público e tem, de um lado, como objetivo formativo promover o desenvolvimento profissional de professores que ensinam matemática em escolas públicas na região de Campinas, mediante um processo de estudo de aulas, envolvendo a colaboração entre universidade e escola. De outro lado, o projeto tem como objetivo investigativo, compreender como se dá esse processo de aprendizagem docente e de desenvolvimento profissional do professor que ensina matemática, com destaque para seu conhecimento profissional, e também, como acontece a melhoria da aprendizagem matemática dos alunos da escola. O projeto será desenvolvido no contexto do Grupo de Sábado (GdS) e serão constituídos três subgrupos de professores relativos: aos anos iniciais do Ensino Fundamental (EF); aos anos finais do EF e ao Ensino Médio. A metodologia de formação docente e de investigação a ser adotada baseia-se no processo internacionalmente conhecido como Lesson Study (LS). Neste projeto, tendo em vista a realidade brasileira e os objetivos da proposta, adaptamos esta metodologia prevendo um ciclo de LS de seis etapas: 1ª) identificação de um problema ou necessidade do professor no ensino da matemática; 2ª) estudo e problematização colaborativa do problema trazido pelo professor; 3ª) planejamento coletivo de aulas de intervenção; 4ª) desenvolvimento e observação/registro da aula; 5ª) reflexão/análise coletiva da aula desenvolvida; 6ª) estudo sistematização da experiência, envolvendo todas as fases precedentes. Espera-se como resultado, o desenvolvimento profissional dos professores participantes e a melhoria do ensino e da aprendizagem matemática de estudantes das escolas públicas participantes.