Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese de nanocascas ocas e bimetálicas de ouro e prata para catálise de reações de acoplamento oxidativo de aminas

Processo: 18/23044-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Lucas Carvalho Veloso Rodrigues
Beneficiário:Gabriela Ayres Martins Queiroz
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/26308-7 - Otimização das propriedades físico-químicas de materiais nano-estruturados e suas aplicações em reconhecimento molecular, catálise e conversão/armazenamento de energia, AP.TEM
Assunto(s):Síntese   Materiais nanoestruturados   Catálise   Nanotecnologia

Resumo

Este projeto tem como objetivo o uso de nanopartículas de ouro e prata (AuNP e AgNP, respectivamente) e de nanoesferas bimetálicas e ocas para reações de oxidação de aminas a iminas. Diversas nanoestruturas serão sintetizadas por rotas sintéticas simples, controladas e capazes de gerar nanopartículas monodispersas e com alto rendimento. Au e AgNPs serão sintetizadas pela redução de precursores destes metais e estabilizados por repulsões estérica ou eletrostática. As AgNPs também serão utilizadas como metal de sacrifício para a reação de substituição galvânica com íons AuCl4- para a produção de nano cascas ocas bimetálicas de ouro e prata. Tanto a forma quanto a composição serão controladas durante a síntese e cascas com diferentes espessuras e razões Ag:Au serão produzidas e todas as nanoestruturas serão, cada uma, suportadas em dióxido de silício comercial. Todas as etapas das sínteses serão caracterizadas por técnicas de espectroscopia de UV-VIS, MEV e TEM e ICP-OES. Por fim todos os materiais serão usados como catalisadores de reações de oxidação de aminas a iminas para que se possa verificar suas eficiências catalíticas. Espera-se que a atividade catalítica seja intensificada pelo sinergismo entre ambos os metais e também com o aumento da área superficial por unidade de volume de catalisador.