Busca avançada
Ano de início
Entree

Aperfeiçoamento do método de liberação de droga com ciclodextrina iônica e a inclusão deste complexo com agente antimicrobiano dentro do sistema de multicamadas poliméricas

Processo: 18/19345-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Érica Dorigatti de Avila
Beneficiário:Beatriz Severino Verza
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Reabilitação bucal   Biomateriais   Sistemas de liberação de medicamentos

Resumo

Revestimentos antimicrobianos para materiais de implantes dentários são considerados um desafio necessário para o tratamento da peri-implantite. Em particular, as superfícies antimicrobianas podem perturbar o início da formação de biofilme patogênico e evitar a progressão da infecção com a posterior perda do implante. Idealmente, o tecido que circunda o implante deve inibir a migração apical do epitélio e fornecer uma vedação biológica entre o material e os tecidos moles para proteger o implante contra forças mecânicas e microrganismos. No entanto, o fato da interface entre implante e mucosa oral não isolar totalmente o ambiente interno pode facilitar a invasão de patógenos. Com base no conhecimento científico adquirido previamente, neste projeto vamos nos concentrar nas opções emergentes para prevenção e tratamento de infecções relacionadas a implantes dentários, do ponto de vista do biomaterial, considerando nossos resultados preliminares. A proposta do presente trabalho é inovadora porque vamos desenvolver um novo revestimento antimicrobiano não citotóxico para substratos de implantes. Tendo conduzido algumas pesquisas preliminares, estaremos agora em uma posição superior de aprofundar e aprimorar o método de incorporação de drogas nas multicamadas para permitir a liberação de uma concentração controlada ao longo do tempo. Uma caracterização detalhada da beta ciclodextrina aniônica (²-CDs aniônicos), obtida pela por uma única etapa de reação de poli condensação entre epicloridrina e ácido cloro acético, será realizada por ressonância magnética nuclear (RMN). A concentração de fármaco liberado será confirmada sob diferentes condições de pH: neutro, ácido e alcalino, mimetizando ambientes sadios e inflamatórios, por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). O efeito antibacteriano da droga desprendida do sistema LbL será confirmado contra Staphylococcus aureus, bactéria patogênica em potencial capaz de se ligar de forma eficiente às superfícies de titânio e influenciar, desta forma, o comportamento do biofilme.