Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da afetividade negativa e do estilo de vida em aspectos do comportamento alimentar de estudantes universitários

Processo: 19/00148-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 30 de março de 2019
Vigência (Término): 29 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Juliana Alvares Duarte Bonini Campos
Beneficiário:Bianca Gonzalez Martins
Supervisor no Exterior: Joao Maroco
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Local de pesquisa : Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA), Portugal  
Vinculado à bolsa:17/21149-3 - Desempenho funcional e composição corporal de estudantes universitários com diferentes tipos de comportamento alimentar, BP.MS
Assunto(s):Modo de vida   Comportamento alimentar   Ansiedade   Estresse   Composição corporal

Resumo

Objetivos: i. estimar as propriedades psicométricas do Questionário Alimentar de Três Fatores (TFEQ-18), da Escala de Depressão, Ansiedade e Estresse (DASS-21) e da Escala "Perfil do Estilo de Vida Individual" (PEVI) aplicados a estudantes universitários, ii. estimar a relação entre a afetividade negativa (conceito geral composto pela depressão, ansiedade e estresse), estilo de vida e aspectos do comportamento alimentar desses estudantes e iii. comparar o desempenho funcional e a composição corporal de estudantes universitários brasileiros com os escores extremos de comportamento alimentar. Métodos: Esse estudo será desenvolvido em duas etapas. Na Etapa 1 será realizado rastreamento do comportamento alimentar, da depressão, ansiedade e estresse e do estilo de vida dos estudantes bem como a investigação do impacto da afetividade negativa (depressão, ansiedade e estresse) e do estilo de vida nos aspectos do comportamento alimentar para essa amostra. Na etapa 2 serão recrutados os indivíduos com escores extremos do comportamento alimentar para avaliação de seu desempenho funcional e composição corporal. Na Etapa 1 deverão participar de 620 a 1.240 estudantes matriculados em uma universidade pública. O comportamento alimentar, a depressão/ansiedade/estresse e o estilo de vida serão investigados utilizando o TFEQ-18, a DASS-21 e a PEVI, respectivamente. As características psicométricas dos instrumentos serão avaliadas a partir de análise confirmatória (AFC). Serão estimadas a validade fatorial, convergente, discriminante e a confiabilidade. Após o ajustamento dos modelos separados aos dados, serão testados modelos estruturais, considerando a afetividade negativa e o estilo de vida como variáveis independentes e a Restrição Cognitiva, o Descontrole Alimentar e a Alimentação Emocional como variáveis dependentes. Serão calculados os escores médios de cada fator do TFEQ-18. Serão considerados escores extremos aqueles inferiores ao percentil 25 (P25) e aqueles superiores ao percentil 75 (P75) da escala de resposta de cada fator. Os indivíduos que concordarem em participar deverão preencher novamente o TFEQ-18 para confirmar seus escores. O desempenho funcional (neurometria funcional) e a composição corporal (bioimpedância) serão avaliados. O cálculo de tamanho mínimo de amostra dessa etapa será realizado após estudo piloto, onde 5 indivíduos de cada grupo deverão ser avaliados. A comparação das médias obtidas para cada variável (avaliada no desempenho funcional e composição corporal) entre os grupos será realizada por meio de Análise de Variância. As variáveis significativas serão inseridas como independentes em modelo de regressão múltipla e os fatores do TFEQ (restrição cognitiva, alimentação emocional e descontrole alimentar) serão considerados como variáveis dependentes.