Busca avançada
Ano de início
Entree

Aprendizado no sistema de placas bloqueadas e seu uso no tratamento de fraturas apendiculares

Processo: 19/01422-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Luis Gustavo Gosuen Gonçalves Dias
Beneficiário:Maria Eduarda Bastos Andrade Moutinho da Conceição
Supervisor no Exterior: Maurizio Isola
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Local de pesquisa : Università degli Studi di Padova, Itália  
Vinculado à bolsa:17/03027-8 - Desenvolvimento de novo modelo de haste intramedular bloqueada. detalhamento do material, da técnica de implantação e ensaio biomecânico no fêmur canino, BP.DR
Assunto(s):Ortopedia

Resumo

Osteossíntese em pote é o mais indicado para tratamento de fratura cominutivas, principalmente quando combinada com técnica minimamente invasiva. POde ser realizada com diversos tipos de implantes ortopédicos como fixadores esqueléticos externos, haste intramedular bloqueada e placas ósseas. Essas atuam como um fixador externo, porém o aparato é colocado internamente, a cabeça do parafuso acopla na placa, a qual funciona como a barra externa. Existem diversos tipos de sistema de placas bloqueadas. Eles podem ser divididos em duas categorias: placas bloqueadas de angulo fixo e placas bloqueadas com variação na angulação do parafuso. Os principais sistemas usados na veterinári são Synthes, SOP (orthomed string of pearls), Fixin e PAX (poliaxial locking plates). No estudo de tese emtela, nós iremos comparar um novo modelo de haste bloqueada contra uso de placa bloqueada e pino intramedular. O orientador (Luis Gustavo Gosuen Gonçalves Dias) tem experiência em haste bloqueada e desenhou esse novo modelo, mas não há nenhum estudo relacionado a estabilidade que esta sistema traz. Então, a estudante de doutorado Maria Eduarda Bastos Andrade Moutinho da Conceição iria para Itália (Universidade de Padova) para aprender o máximo possível com o professor Maurizio Isola e outros cirurgiões da equipe de ortpedia, que tem uma vasta experiência com diversos sistemas de placas bloqueadas. A estudante desenvolverá atividades relacionadas a pesquisa no laboratório do hospital veterinário da Universidade de Padova. Involvendo treinamento em modelos ósseos, além de acompanhamento da rotina ortpédica do mesmo hospital.