Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da vulnerabilidade sísmica de edificações regulares em concreto armado no Brasil através da elaboração de curvas de fragilidade

Processo: 18/23304-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Estruturas
Pesquisador responsável:Gustavo Henrique Siqueira
Beneficiário:Isabela Durci Rodrigues
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/18368-0 - Quantificação de incertezas para uma análise de risco sísmico de estruturas convencionais de concreto armado no Brasil, BE.EP.MS
Assunto(s):Estruturas de concreto armado   Estruturas de concreto   Concreto armado   Sismicidade

Resumo

A presente proposta de pesquisa pretende avaliar o risco que um evento sísmico pode trazer para estruturas brasileiras em concreto armado, através da elaboração de curvas de fragilidade analíticas. O Brasil, em razão de sua localização geográfica no interior de uma placa tectônica, por muitos anos teve suas edificações construídas não levando em consideração recomendações estruturais relativas a eventos sísmicos. A norma brasileira de sismos, ABNT NBR 15421:2006, é recente e apresenta divergências quando comparadas às normas internacionais sobre o assuntos. Além disso, estudos recentes mostram que o território brasileiro, devido às suas falhas intraplaca, registrou eventos sísmicos de grau de magnitude consideráveis. Caso fenômenos dessa natureza ocorram em regiões urbanas com elevada densidade demográfica, pode-se gerar danos estruturais catastróficos, uma vez que a maior parte das construções não atendem às prescrições normativas específicas para tais ações. A fim de avaliar a vulnerabilidade que um evento sísmico pode trazer para sistemas estruturais convencionais construídos em concreto armado, a presente proposta de pesquisa visa quantificar a probabilidade de dano em edificações típicas brasileiras com a utilização de ferramentas estatísticas. Serão consideradas edificações regulares e escolhidos eventos sísmicos representativos do cenário brasileiro e, após uma análise não linear dessas estruturas, serão construídas curvas de fragilidade para diferentes níveis de dano para seus componentes. Com esses resultados, pode-se avaliar como as estruturas projetadas e executadas em uma determina região do Brasil se comportariam caso sujeitas a um evento extremo. (AU)