Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da atividade antimicrobiana do biovidro F18 frente a Candida albicans

Processo: 18/25043-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Clovis Wesley Oliveira de Souza
Beneficiário:Lais Caroline Rissatto
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07793-6 - CEPIV - Centro de Ensino, Pesquisa e Inovação em Vidros, AP.CEPID
Assunto(s):Agentes microbianos   Candida albicans   Candidíase   Anti-infecciosos   Biofilmes   Biovidro

Resumo

Os biofilmes microbianos são definidos como comunidades de células aderidas a uma superfície e também entre si, as quais são circundadas por uma matriz de substâncias extracelulares poliméricas produzidas por elas mesmas a fim de garantir sua sobrevivência. Esses biofilmes podem ser constituídos por uma ou mais espécies de microrganismos dependendo do seu tempo de duração e sua localização sendo, em geral, de bactérias e/ou fungos. Infecções causadas por Candida albicans são usualmente associadas com a formação de biofilmes, dentre elas estão as infecções superficiais da pele conhecidas popularmente como candidíase e as infecções sistêmicas chamadas de estomatites, as quais são desenvolvidas a partir de dispositivos médicos implantados e sendo estas de alta gravidade, devido a sua grande capacidade de resistência aos tratamentos antifúngicos, sendo, portanto, um desafio para os estudos atuais. Nestas pesquisas, o objetivo é encontrar uma solução para o combate à formação das infecções e mecanismos para impedir o desenvolvimento do biofilme. Este trabalho busca mais do que analisar a atividade antimicrobiana do biovidro F18 frente a Candida albicans, mas também examinar sua ação estatisticamente, através da contagem de UFC/mL e compará-la com a atividade de biovidros como o Biosilicato e o 45S5, estabelecendo o objetivo de se chegar ao combate das infecções causadas por C. albicans através do método proposto.